Faça e Venda Empadinha: Truques e Segredinhos para a Perfeição



Depois de muitos anos resolvi voltar a esta receita que é uma delícia, boa para vender, boa para comer.

Quando eu tinha cantina em uma escola, vendia muito. A massa que é super macia e saborosa conquista adultos e crianças! A receita é simples, mas tem segredinhos que vou contar para vocês, claro que com base na minha experiência.


Receita
Rende 12 unidades grandes

500g de farinha de trigo
3 gemas
1 ovo inteiro
200g banha vegetal
1/4 xícara de leite
1 colher chá de sal
1 gema para pincelar

Coloque a farinha em uma bacia e abra um buraco no meio. Coloque aí os ovos e misture levemente, com a mão mesmo, apenas para quebrar os ovos. Acrescente o sal, o leite e a banha vegetal. 

Mão na massa? Comece espremendo a banha e incorporando a farinha aos poucos. Vá puxando a farinha e amassando com os outros ingredientes. Tenha paciência pois parece que vai virar um angu de caroço, mas é assim mesmo. O próprio calor das mãos vai agregando a gordura à massa.

Quando estiver uma massa bem uniforme, sem esfarelar, forme uma bola, cubra com filme plástico ou coloque dentro de um saquinho e leve à geladeira por 15 minutos. 

Enquanto isso, prepare o recheio:
1 vidro de palmito
150g de ervilha (pode ser a congelada ou a de lata bem escorrida)
alho, cebola, orégano, salsinha, sal a gosto
100g de azeitonas verdes picadas

Faça um refogado com alho, cebola e um fio de óleo. Acrescente o palmito e as ervilhas e continue refogando, acrescente os temperos e o sal e experimente para ver se está bom. Por último adicione as azeitonas.

Segredinho número 1: não trabalhe com azeitona inteira. Você teria que comprar a menorzinha para não ficar só azeitona na empadinha e sinceramente? Não compensa! Ninguém gosta de ficar cuspindo caroço, tem o problema de alguém quebrar um dente por causa dele, tudo isso depõe contra o seu produto, certo? Então compre logo um quilo de azeitonas, deixe de molho em água, troque duas, três vezes (sempre na geladeira) para dessalgar. Depois que elas estiverem sem sal, escorra muito bem e retire os caroços.

Sim, dá trabalho, mas pensa: você vai ficar com uma boa quantidade de azeitonas picadinhas e prontas para uso.

A seguir, coloque as azeitonas picadas em um pote grande, de preferência de boca larga, pode ser um pote para mantimentos, dos menores, ok? Cubra as azeitonas com óleo (de milho, girassol, canola - não use óleo de soja, não fica bom). Tempere com temperinhos secos, como orégano, tomilho, alecrim, um pouquinho de cada. Pode colocar um dente de alho inteiro e uma folha de louro, misture bem. Tampe e guarde na geladeira. Você terá dois produtos: primeiro, um óleo super saboroso que pode ser usado em qualquer receita e as suas azeitonas ficarão conservadas e deliciosas.

Conforme for usando, complete o óleo para que as azeitonas estejam sempre cobertas. Validade? Aqui em casa duram um mês. Experimente sempre e a qualquer sinal de mofo ou cheiro de azedo descarte. É preferível perder as azeitonas do que colocar azeitona estragada na sua empadinha ou em qualquer outro prato, certo? 


Tudo pronto, massa gelada e recheio frio, é hora de enformar. Separe metade da massa para iniciar o trabalho. Pegue uma porção e aperte na forma, girando e apertando suavemente com os dedos para que a massa suba as paredes da forminha e preencha até em cima. O excesso pode ser cortado, é só apertar a borda da forminha.

Coloque o recheio e abra uma nova porção de massa na mão mesmo, bem achatada e fina, para cobrir a empadinha. Posicione essa porção de massa sobre a empadinha e aperte suavemente nas bordas, para que uma massa grude na outra. Coloque as empadinhas em uma forma, proceda assim até terminar. Pincele a gema e leve ao forno pré-aquecido, quente, 200 graus, até dourar. No meu que está meio desregulado, levou 45 minutos. Acompanhe para ter certeza, pois cada forno é de um jeito e dependendo do tamanho da sua empadinha pode ir mais ou menos rápido.

Segredinho número 2: a massa, embora não leve fermento, cresce. Por isso, como você pode ver no detalhe da foto acima, a minha ficou grossa demais. Porquê? Por que guardei na geladeira e só fui abrir no dia seguinte, pois não tinha o tal palmito e já era tarde da noite para comprar. Não faça como eu, por que a massa grossa fica feia na empadinha, não muda o sabor, fica gostoso mas não fica bonito. Ok? Por isso é importante testar as receitas para ver na prática como fica, acertar os detalhes e só depois sair vendendo.

A receita pede banha vegetal, outra opção muito boa é usar a banha de porco. Para isso, você deve primeiro pesquisar os preços, ver se compensa. Depois, precisa saber se o seu público aprova, pois muitas pessoas não gostam de gorduras animais, ultimamente a tendência aponta para a substituição delas por gorduras vegetais, mais leves e saudáveis mesmo sendo gorduras.

Usei esta marca, mas existem muitas no mercado. Você deve testar e ver a que melhor combina com o seu orçamento, com a sua farinha e avaliar o resultado final. Já me falaram também da margarina profissional, com teor de gordura acima de 70% (que é o teor da banha vegetal), pode ser outra opção caso você não encontre a banha, novamente faça o teste para ver como fica, se ficar bom, manda ver. E não esqueça de avaliar o custo, certo? Esta eu paguei bem caro, pois comprei no mercadinho aqui perto de casa: 8,50 no pacote de 500g. Acho que para vender não compensaria, claro. Teria que comprar em um local com preço melhor ou testar outra alternativa. 

Essas considerações você tem que fazer, sempre que for fazer uma receita para vender, seja ela qual for. Testar, mudar os ingredientes, ver como fica, como o rendimento é alterado e como isso reflete no custo.

Para degustar em casa, ficou muito bom. Com as devidas correções, dá para vender numa boa. A massa ficou bem quebradiça, desmancha na boca.


Acomodei as minhas empadinhas em forminhas de papel - essas são da Ultrafest, nova parceria que está chegando ao blog. Recebi muitos produtos e vou começar a mostrar em breve. Gostei desta pelo tom de azul lindo que combina com o meu blog rsrsr

O post ficou enorme mas não teve jeito: eu quis contar para vocês exatamente o que deu certo e o que deu errado, pois a cozinha é assim mesmo. Testando e corrigindo, aperfeiçoando, melhorando sempre, os resultados serão melhores.

Você tem uma dica esperta sobre empadinhas? Faz de um jeito especial? Conta para mim nos comentários, vou adorar saber e testar.

Oster arrasa no Masterchef Brasil 2015



Todo mundo acompanhando o programa! Pensando em como faria cada prato, cada prova, aprendendo muito! A Oster está juntinho dos competidores para facilitar a vida deles e vamos conhecer agora os produtos que estão presentes nesta edição do Masterchef.




1 - Batedeira Planetária MPL2
Apresenta 12 velocidades para uma mistura perfeita! Tem detalhes cromados e design sofisticado, além de motor com 400 watt de potência, perfeita para todo tipo de massa, desde as mais leves até as mais espessas e pesadas. A tigela é em inox com capacidade de 4,3 litros. Preço sugerido em torno de 880 reais.

2 - Liquidificador Clássico
Este modelo de liquidificador incorpora lâmina em aço inox, capaz de bater até mesmo os ingredientes mais duros. A jarra é de vidro refratário com capacidade para 5 xícaras (1,25 litro), resistente a riscos, podendo ser lavada na lava-louças. Preço sugerido em torno de 270 reais.

3 - Mixer de Alta Performance 2800
Pode ser utilizado direto na panela, possui protetor contra arranhões. Ainda tem um copo de acrílico com graduações para medir os ingredientes e tampa. Preço sugerido em torno de 70 reais.

Além desses, o Multiprocessador Gourmet Collection:



Ele pica, fatia, rala e amassa alimentos. O recipiente é super grande, para até 14 xícaras, e o tubo onde se coloca o alimento para ser processado é bem amplo, para legumes e frutas grandes. Com motor de 550 watts, é super potente e processa grandes quantidades de alimentos. Preço sugerido em torno de 400 reais.

Além de toda a eficiência, os produtos da Oster são lindos. Essa cor cereja é maravilhosa!

Valores pesquisados na internet. Verifique a quantidade de acessórios e a referência correta do produto para ter certeza do que está comprando, ok?

Adorei saber um pouco mais sobre os produtos. Qual o seu favorito? Qual você compraria?



Site: www.osterbrasil.com

Facebook: facebook.com/OsterBrasil




Este post é um publieditorial. A Cozinha do Quintal usa e recomenda Oster.

Almoço com Inspiração Árabe


Eu adoro comida árabe! Vira e mexe sai alguma coisa por aqui.

O kibe, por exemplo, é presença garantida pelo menos uma vez ao mês aqui em casa, todo mundo ama. Sempre faço o kibe assado, fica divino, macio e úmido, muito bom!


Para servir, usei o prato da minha bisavó, lindo, cheio de arabescos azuis, que é velhinho, mas eu amo. E os bowls de poá da JO Decor que são pequeninos e mimosos, uma graça. São da coleção da JO Decor, infelizmente não tem mais à venda, mas na loja tem taaanta coisa linda que é impossível você não encontrar algo que goste. Tudo azul porque azul é a minha cor favorita.


Hoje a molecada me pediu um kibe frito, como eu não fazia há muito, muito tempo, achei que caia bem com o tempo gostoso de hoje, um sol e um calor que não são típicos de inverno, mas vá lá, o tempo tá doido mesmo. A massa para o kibe é a mesma, seja ele frito ou assado, muda apenas a maneira de fazer.



Para acompanhar:


O tahine é um preparado à base de gergelim. Uma pasta bem consistente, que é vendida hoje em dia em muitos lugares, não só em empórios árabes. Até em supermercados você encontra, inclusive marcas nacionais. Eu compro sempre que vou à 25 de março e gosto muito deste aí:


Preparar é fácil: duas colheres generosas de tahine, um dente de alho amassado, um tantão de azeite, suco coado de um limão e água, até dar o ponto desejado, sal se desejar. Às vezes eu deixo bem consistente, às vezes mais líquido, vai do seu gosto. O sabor é delicioso e acompanha todos os tipos de carne, saladas, o que você tiver vontade.


O homus é uma pasta de grão de bico, o grão é deixado de molho de um dia para o outro. Depois, é cozido na pressão por uns 30 minutos mais ou menos. Escorrido, é só bater aos poucos no liquidificador, com paciência tá? Porque demora um pouco. Vá acrescentando um pouquinho da água do cozimento conforme bate, pois ele entala mesmo no liquidificador. Depois de batido e bem cremoso, é hora de temperar: alho amassado, sal, pimenta síria, uma ralada de noz moscada, tahine e azeite, muito azeite! De preferência extra virgem.

Ele deve ficar cremoso. É um creme pesado, ok? Deixe gelar para adquirir a consistência perfeita. O meu eu gosto de polvilhar orégano, que não é nada árabe, só que eu adoro rsrs

Veja bem de pertinho se não é uma delícia!! Ele pode ser feito para acompanhar qualquer prato que você quiser, não precisa ser com kibe. Com uma salada já é uma refeição, pois o grão de bico é um alimento bem rico, sustenta muito!



Coloquei uma porção maior do meu homus no bowl estampado floral da JO Decor.



Gostou? Eu amo os meus e você pode comprar na loja virtual da JO Decor, com entrega garantida para todo o Brasil.

Altura: 6,5 cm
Diâmetro: 12,5 cm
Capacidade: 270 ml



Clique aqui para comprar o Bowl Estampado Floral


JO Decor
Site: www.jodecor.com.br
Face: https://www.facebook.com/jodecor1


Este post é um publieditorial. A Cozinha do Quintal ama, usa e recomenda JO Decor.

Beauty Essence, beleza para mulheres



Chegou por aqui uma super vitamina da Eurovit, a Beauty Essence!!

Quis experimentar antes de postar e olha... adorei os resultados! Principalmente em relação ao cabelo, que estava bem quebradiço e opaco, melhorou muito!


Imagina um complexo de vitaminas especialmente desenvolvido para as mulheres e suas necessidades: assim é o Beauty Essence, focado em pele, cabelo e unhas.

Na caixinha vem 28 comprimidos para serem tomados 1 ao dia. É legal principalmente no inverno, quando o nosso consumo de alimentos frescos diminui, dar um reforço no organismo. 



Além das vitaminas, recebi os tabletes efervescentes Activ, são ótimos para dar um up quando estamos cansadas e todo mundo que cozinha sabe bem como é, uma trabalheira que não acaba! Com tabletes efervescentes, a absorção dos componentes da fórmula é muito mais rápida, além disso não tem açúcar. Adorei.


A Eurovit tem uma linha super bacana de produtos para a gente se cuidar e ganhar saúde, são energéticos, complexos vitamínicos, efervescentes e isotônicos. Vale a pena conhecer.

https://www.facebook.com/Eurovit

Este post é um publieditorial.
Obrigada à Webmoven pelo envio dos produtos.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protetora da Cozinha do Quintal

Santa Clara

Santa Clara
Ilumine nosso caminho!

Ajude a FIC

Fraternidade Irmã Clara

Conheça uma casa especial
para crianças especiais!!

Estatísticas

Dias Online
Postagens
Comentários
Widget by Elaine Gaspareto

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.