Faça e Venda Bolos Caseiros com Sugestão de Embalagens


Bolo de Pão de Mel! Econômico e delicioso, para você lucrar muito!! Na embalagem da Galvanotek.


Se você acompanhou a postagem do dia das Mães, já tem algumas sugestões simples e deliciosas para vender. Não viu? Relembre:


Hoje trago mais 3 boas idéias para você faturar: Bolo de Pão de Mel, Bolo de Banana Caramelada e Bolo de Cenoura. São receitas fáceis que ficaram lindas nas embalagens da Galvanotek!

Atenção: post com muuuuitas fotos!!

Vamos lá? O pão de mel tradicional que eu já publiquei aqui várias vezes pode ser vendido como bolo também! Coloquei um recheio de doce de leite (que na próxima vez eu vou deixar mais consistente, pois ele nem aparece! Mas está lá rsrs), é uma massa de especiarias, bem perfumada de canela, uma delícia!! Vale super a pena investir em sabores para o inverno que está chegando!!

Bolo de Pão de Mel nas embalagens da Galvanotek.


Detalhe da embalagem Galvanotek e o Bolo de Pão de Mel


Embalagem da Galvanotek, retangular, pequena, linda! Valorize o seu produto sempre com a melhor embalagem!!

A embalagem da Galvanotek é a G 62 da Linha Flower. A bandeja pode ser preta ou branca.

Pão de Mel da Cozinha do Quintal

1 xícara de água ou leite
1/2 xícara de glucose de milho
2 colheres de sopa de margarina derretida (ou manteiga, de preferência margarina profissional, ok?)
1 ovo inteiro
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de chocolate em pó
1/2 xícara de açúcar (mascavo ou comum)
2 colheres de chá de bicarbonato
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de cravo em pó
Noz moscada a gosto (opcional)

Dissolva bem o bicarbonato na água e misture todos os ingredientes com um batedor de arame. Por último o fermento. Forma untada e enfarinhada, forno pré-aquecido a 180-200 graus, mais ou menos 25 minutos. Dica: quando a superfície do bolo estiver opaca, está pronto.

Assei em uma forma retangular e cortei a massa no tamanho da embalagem, 14,5 cm por 7 cm. Ficou bem graciosa! Para complementar, um pouquinho de chocolate ao leite derretido como cobertura e um pauzinho de canela só para dar um charme (ajuda também a identificar o sabor, caso você tenha vários bolos parecidos, né?)

Agora, olha este bolo! 

Eu AMO Bolo de Cenoura! E que lindo fica numa bela embalagem, hein!!!

O tradicional bolo de cenoura é delicioso, muito simples de fazer! Não coloquei cobertura no meu porque achei que ele ficou muito apresentável assim mesmo, sem nada! 

Bolo de Cenoura, simples, delicioso...


Detalhe da embalagem da Galvanotek, perfeita!!

Bolo de Cenoura

3 xícaras de farinha de trigo
3 ovos
1 copo (200ml) de óleo (usei de girassol)
2 cenouras grandes picadas
2 xícaras de açúcar
1 copo (200ml) de leite
1 colher de sopa de fermento em pó

Bata os ovos, o óleo e a cenoura no liquidificador até ficar homogêneo, sem pedacinhos. Em uma tigela, coloque a farinha, o açúcar e a mistura do liquidificador. Misture bem, acrescentando o leite aos poucos. Quando a massa estiver bem lisa e homogênea, acrescente o fermento. Misture bem e leve ao forno pré-aquecido a 180-200 graus em forma untada e enfarinhada, por aproximadamente 30 minutos. Faça o teste do palito para ver se está no ponto após esse tempo. Aguarde amornar e desenforme.

Um café fresco e um bolinho caseiro, quem não gosta? A embalagem faz toda a diferença, acredite!!!


A embalagem da Galvanotek é a G 61FA da Linha Flower no tamanho 27 X 13,5 X 10,5 cm). Usei uma forma de bolo inglês e deu certinho. A receita ainda rendeu mais um bolo pequeno (redondo, 22 cm) que não está aqui neste post. Existem outros tamanhos desta embalagem, com a tampa mais baixa, e a bandeja menor como a do pão de mel lá de cima.

O bolo ficou alto, macio, fofinho! Bolo de Cenoura na embalagem da Galvanotek. Eu adorei o resultado =)


E por último, uma inspiração da semana passada que veio da vizinha Elaine Gaspareto, que postou um bolo de banana invertido e caramelado que me encheu de vontade de ir para a cozinha! Confira a receita da Elaine:


Bolo de Banana Caramelada: sucesso garantido de vendas!

Usei uma massa minha mesmo, um pouco diferente da minha vizinha. Esta massa não precisa de clara em neve, portanto não precisa de batedeira! Dá pra fazer na mão mesmo, rapidinho, o que é ideal para quem vai fazer para vender.

Embalagem da Galvanotek: sem rebarbas, com acabamento perfeito, super transparente. Seu bolo fica lindo nela!!




Bolo de Banana Caramelada

3 ovos
2 xícaras de açúcar
1 xícara de óleo
2 colheres de sopa de fermento em pó
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de leite

3 bananas nanicas cortadas no sentido do comprimento

Calda
2 xícaras de açúcar
1/2 xícara de água quente

Modo de Fazer
Comece pela calda: coloque o açúcar em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo de vez em quanto até derreter e ficar dourado. Se queimar, jogue fora e faça novamente, porque fica amargo. Assim que o açúcar estiver derretido, coloque a água quente com muito cuidado, porque espirra. Mexa com uma colher de pau e aumente o fogo para a mistura ferver. Abaixe novamente, não mexa mais e mantenha no fogo por 10 minutos ou até encorpar. Se engrossar e ainda tiver bolinhas de açúcar duro, é só passar por uma peneira ou retirar com uma colher.

Espalhe a calda em uma forma untada com óleo e sobre ela disponha as fatias de banana. Reserve. A minha forma redonda é de 25 cm de diâmetro.

Para a massa, bata os ovos com o óleo e o leite. Em uma tigela, misture a farinha e o fermento e o açúcar, acrescente os líquidos batidos. Fermento por último, sempre. Você pode bater no liquidificador, se quiser, mas não precisa. Essa massa é densa, encorpada, fica parecida com um nega maluca.
Forno pré-aquecido, 180-200 graus e forma untada e enfarinhada, mais ou menos 45 minutos. Faça o teste do palito.

Deu vontade? rsrs Amo bolo de banana, caramelada então, nem me fala =)

Como eu usei uma forma redonda para assar este bolo (25 cm de diämetro e 5 cm de altura), cortei uma seção do bolo bem no meio para colocar na embalagem da Galvanotek (a mesma do bolo de cenoura) e foi levado de presente, agradou muito!!

Além de ser delicioso, esse bolo é muito bonito! Se você tiver um pouco de paciência de colocar as bananas de forma decorativa, com bastante capricho, e se fizer em uma forma retangular ou quadrada, vai ficar muito melhor do que o meu e vai deixar seus clientes de queixo caído!


O bolo original ficou lindo! Postei no meu instagram (yes, baby, já temos instagram!) Vai lá: 


O meu abaixou no meio porque abri a porta do forno, então... não faça isso, ok?

E se você quiser fazer redondo, tudo bem, tem embalagem da Galvanotek para redondos, como mostrei no post do Dia das Mães.

Últimas dicas:

- selecione suas receitas e faça a ficha técnica de cada uma delas
- teste as receitas e anote rendimentos, tamanhos de formas que usou e tempo de forno
- faça os cálculos do custo
- faça o cálculo do preço de venda
- anote na ficha técnica o custo e o preço, colocando a data, assim quando precisar atualizar fica fácil!
- utilize sempre ingredientes da melhor qualidade: farinha premium, ovos frescos, manteiga ou margarina profissional (esqueça aquela do chef, tá? Não serve para bolo nem para cozinhar, viu?), leite condensado, creme de leite e chocolates de marcas boas, de primeira linha.


Todas as linhas de embalagens para bolos e tortas (Diamante, Suprema e Flower) possuem vários tamanhos e alturas, uma para cada tamanho de bolo ou torta.



Conheça as embalagens no site da Galvanotek:

E acompanhe a Galvanotek no facebook:

https://www.facebook.com/galvanotek/



Este post é um publieditorial, de interesse dos microempreendedores de alimentação.
A Cozinha do Quintal usa e recomenda as embalagens Galvanotek.


Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2016

Leveza, renovação e esperança


Flor de Cerejeira, imagem original Shutterstock, todos os direitos reservados.

Estou sumida aqui do blog por motivos pessoais, algo que em breve passará, como tudo passa.

Deixo para vocês esta linda imagem, de uma cerejeira, que no Japão simboliza o amor, a felicidade, a renovação e a esperança.

Junto das flores, a borboleta, que também é símbolo de renovação, pelo seu processo de metamorfose (já fiz um post falando sobre isso aqui na Cozinha). Borboletas me fazem companhia todos os dias =)

Então, bons motivos para aproveitar o tempo e renovar as idéias e os sentimentos.

Não carregar peso além do necessário, pesos da alma, que nos prendem ao chão e que nos impedem de voar.

Leveza, renovação, esperança.

Eu volto.

Ahhh e atendendo a muitos pedidos, já temos instagram:



beijosssssssss


Imagem da Cerejeira em Flor da Shutterstock, todos os direitos reservados.
Cherry Blossom from Shutterstock, all rights reserved.


Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2016

Cozinha do Quintal na Revista Assaí com Sanduíches Naturais



Paula Mello do blog Cozinha do Quintal na Revista Assaí Bons Negócios 14a. edição


Falando de oportunidades para os empreendedores de alimentação com os Sanduíches =) em cinco páginas (da 14 à 19) e com duas receitas de sandubas para faturar!

Paula Mello do blog Cozinha do Quintal na Revista Assaí Bons Negócios 14a. edição



Além da minha entrevista, a 14a. edição da Revista do Assaí Bons Negócios está recheada de dicas e assuntos de interesse do microempreendedor de alimentação.

Não perca, leia na íntegra no link:



Ou pegue a sua edição em qualquer uma das 96 lojas da rede Assaí Atacadista espalhadas por todo o Brasil.


Paula Mello do blog Cozinha do Quintal na Revista Assaí Bons Negócios 14a. edição

Adorei participar, agradeço ao Assaí por esta oportunidade de divulgação do meu trabalho. E quem sabe a gente se encontra no Assaí da Barra Funda qualquer hora dessas?


Assaí Atacadista

Site: http://www.assai.com.br

Blog: http://www.assai.com.br/blog/

Facebook: https://www.facebook.com/assaiatacadistaoficial

Youtube: https://www.youtube.com/user/assaioficial



Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os Direitos reservados. 2009-2016.

Faça e Venda Especial Dia das Mães: 5 receitas fáceis para faturar



Sugestões simples para fazer e vender: doces e salgado!

Hoje trago 5 sugestões muito simples e fáceis de fazer (não usei nem batedeira!) para faturar no Dia das Mães e em qualquer época do ano, claro!

Atenção: post imenso, com muitas fotos, vai valer a pena você ler até o fim =) Vou deixar um pdf à disposição para baixar.

Neste post eu tenho 2 objetivos: trazer receitas para quem está começando e mostrar as embalagens da Galvanotek para tortas e bolos, que são lindíssimas! A embalagem é um item super importante para os produtos caseiros, então capricha, o custo é baixo e compensa!

Torta Musse de Limão

Linha Diamante Torta Pequena Baixa G 50DB - Linda e super transparente


Embalagem Galvanotek da Linha Diamante: repara nos detalhes, que linda!!

Torta Musse de Limão

Base:
1 pacote de bolacha maisena
8 colheres de sopa de manteiga

Musse
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 envelope de gelatina sabor limão
100 ml de água quente
1/2 xícara de suco de limão coado
raspas de limão (dica: coloque o limão no freezer e depois raspe, é muito mais fácil)
1 caixinha de chantilly (usei Amélia Mix)

Modo de Fazer

Base: bata a bolacha no liquidificador aos poucos, até moer. Coloque em uma tigela e acrescente a manteiga. Misture com as pontas dos dedos até obter uma farofa grossa mas uniforme. Disponha em uma forma de abrir ou de fundo removível (aro 20) apertando a massa de bolacha com as costas de uma colher. Ajeite bem as bordas, não deixe muito fino. Leve ao forno pré aquecido a 180 graus por 10 minutos. Retire e reserve.

Musse: dissolva a gelatina em 100ml de água quente. Deixe amornar. No liquidificador coloque o leite condensado, o suco de limão, a gelatina e bata bem. Quando estiver homogêneo, acrescente o creme de leite e continue batendo por mais um minuto. Coloque a musse sobre a base da torta assada e fria e leve à geladeira até firmar.

Cobertura: bata o chantilly conforme as instruções da embalagem e cubra a torta. Salpique as raspas de limão. (Opções de cobertura: ganache branco ou marshmellow)

Faça e Venda Torta Musse de Limão na Cozinha do Quintal, que delíciaaaaa

As travas impedem que a embalagem se abra no transporte. Galvanotek na Cozinha do Quintal

Olha que lindoooooo!! Essa embalagem é maravilhosa =) Galvanotek na Cozinha do Quintal

Embalagem Linha Diamante
Torta Pequena Baixa (até 1,2 kg)
Referência G 50DB (23cm de diâmetro e 8cm de altura)


Bolo de Laranja



Bolo de Laranja

1 laranja inteira
1 copo de óleo (milho, girassol ou canola)
3 ovos
1 1/2 copo de açúcar
1 1/2 copo de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
raspas de laranja

Lave bem a laranja, corte em pedaços e retire as partes brancas de dentro da fruta e também as sementes. Bata no liquidificador junto com os ovos e o óleo. Transfira para uma tigela e acrescente o açúcar e a farinha de trigo aos poucos, misturando bem. Quando estiver homogêneo, acrescente o fermento em pó e as raspas. Forma untada e enfarinhada e forno pré-aquecido 200 graus, mais ou menos 40 a 50 minutos (faça o teste do palito após 30 minutos e acompanhe).

Glacê simples de açúcar

1 xícara de açúcar de confeiteiro peneirado
Suco de laranja coado (aproximadamente 1 xícara)

Misture o suco no açúcar aos poucos, até obter um creme claro e uniforme. Não é para ficar aguado, se ficar, acrescente mais açúcar de confeiteiro. Derrame sobre o bolo ainda morno.

Medida do copo: 200 ml. Usei uma forma pequena de 18cm de diâmetro, com buraco no meio. Para esse tamanho de forma, a receita rende 2 unidades. A embalagem pode ser usada para um bolo mais alto, até 9 cm. de altura.


Embalagem Linha Flower Torta Pequena (até 1,5kg)
Referência G 50F (Diâmetro 23cm e 9,5cm de altura)

Torta Musse de Maracujá

Torta Musse de Maracujá, irresistível!! Na embalagem da linha Diamante da Galvanotek, ficou linda!

Faça igual à da torta de limão (base) e para a musse, substitua a gelatina de limão por gelatina de maracujá e use 1/2 xícara de polpa de maracujá fresco (1 maracujá grande, reserve 5 colheres de polpa para a cobertura). Bata no liquidificador e passe por uma peneira para retirar as sementes e coloque no liquidificador com os outros ingredientes.

Calda de maracujá: leve ao fogo uma xícara de açúcar, meia xícara de água, a polpa reservada (mais ou menos 5 colheres de sopa) e uma colher de mel ou glucose. Misture bem e deixe levantar fervura. Abaixe o fogo e não mexa mais, deixe por 10 minutos. Aguarde esfriar para colocar sobre a torta pronta. Deve ficar uma calda encorpada e não muito líquida.

Esta é a embalagem mais alta, para uma torta ou bolo até 10 cm. Referência G 50D.

Olha que coisa mais linda essa torta musse de maracujá!

Embalagem Linha Diamante Mini Torta Pequena (até 1,5kg)
Referência G 50D (Diâmetro 23cm e 10cm de altura)

Bolo Brigadeiro

A massa é Nega Maluca, mais fácil, impossível =) Para fazer e faturar já!!

Massa:

3 ovos
1/2 xícara de óleo (milho, canola ou girassol)
1 xícara de leite quente
1 xícara de chocolate em pó
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de café de bicarbonato de sódio

Misture todos os ingredientes em uma tigela até obter uma massa cremosa e homogênea. Coloque em uma forma untada e enfarinhada de buraco no meio (a minha tem 23 cm de diâmetro e 12 cm de altura). Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por 30 a 40 minutos. Faça o teste do palito. Desenforme e coloque a cobertura, salpique com granulado.

Cobertura:
1 lata de leite condensado
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de manteiga
50g de chocolate ao leite picado

Leve todos os ingredientes ao fogo médio, mexendo sem parar, até levantar fervura. Desligue o fogo, mexa bem e cubra o bolo.

Olha o detalhe desta embalagem da Linha Suprema da Galvanotek, não é demais?

Embalagem Galvanotek Linha Suprema: muito, muito linda!!

Embalagem Linha Suprema Torta Pequena (até 1,5kg)
Referência G 50S (Diâmetro 23cm e 9,8cm de altura)

Torta de Cebola, Azeitonas e Tomate Seco

Uma torta simples, com cara de gourmet! Cebola, tomate seco, azeitona e manjericão


Torta de liquidificador

3 ovos
1 xícara de óleo (milho, canola ou girassol)
2 xícaras de leite
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa rasa de sal
1 colher de sopa de fermento em pó

Bata todos os ingredientes no liquidifcador até obter uma massa homogênea, acrescente o fermento por último. Se preferir, bata os ovos, o leite e o óleo no liquidificador e acrescente a farinha de trigo à mão. 

Coloque a massa até encher 2 cm, formando uma base, em formas untadas e enfarinhadas (aro 20), a receita dá para 3 tortas. Sobre a massa disponha o recheio e leve para assar em forno pré-aquecido 180 graus por 30 minutos ou até estar seca (faça o teste do palito). Quando a torta estiver fria, disponha folhinhas de manjericão para decorar.

Recheio:
2 cebolas grandes finamente fatiadas
1 colher de sopa de azeite
1 dente de alho picado
1 xícara de tomate seco picado
1 xícara de azeitonas pretas picadas
sal a gosto

Em uma frigideira anti-aderente aqueça o azeite e refogue o alho. Coloque a cebola e mexa constantemente, até começar a murchar. Acrescente o tomate seco. Misture bem e corrija o sal. Disponha o recheio sobre as massas de torta e salpique as azeitonas picadas. Se você aquecer as azeitonas junto com a cebola, elas podem manchar, por isso prefira colocar depois.

Embalagem Galvanotek Linha Suprema G 32S: serve para pizza também =)

A embalagem é super transparente, com travas de segurança que não abrem no transporte, além dessas ondas que são bárbaras!!

Nunca uma torta de liquidificador foi tão chique =)

Embalagem Linha Suprema Mini Torta Baixa
Referência G 32S (18,5cm de diâmetro e 4,8cm de altura)

Últimas observações: sempre faça os testes com as receitas antes de sair vendendo, dando preço, etc. Existem muitas variações entre as farinhas (use a melhor possível), o tamanho dos ovos, das formas, do seu forno, por isso os resultados nem sempre são iguais. Faça a receita e anote tudo: o rendimento, o tamanho das formas que usou, a marca da farinha, o tamanho dos ovos.

Para quem quiser, deixei um arquivo em pdf do post inteiro, à disposição para baixar, no google drive, é só ir lá e baixar:

LINK DA POSTAGEM PARA BAIXAR, clique aqui. 

Gostei muito de conhecer essas embalagens, elas são lindas, têm acabamento perfeito, sem rebarbas, são super transparentes, as tampas fecham mesmo, com travas para que a gente não corra risco na hora de entregar.

Todas as linhas de embalagens (Diamante, Suprema e Flower) possuem vários tamanhos e alturas, uma para cada tamanho de bolo ou torta.



Conheça as embalagens no site da Galvanotek:

E acompanhe a Galvanotek no facebook:

https://www.facebook.com/galvanotek/




Este post é um publieditorial, de interesse dos microempreendedores de alimentação.
A Cozinha do Quintal usa e recomenda as embalagens Galvanotek.

Cozinha do Quintal, por Paula Mello, todos os direitos reservados. 2009-2016.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protetora da Cozinha do Quintal

Santa Clara

Santa Clara
Ilumine nosso caminho!

Ajude a FIC

Fraternidade Irmã Clara

Conheça uma casa especial
para crianças especiais!!

Direitos Autorais

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.