Cupcakes para vender na embalagem Galvanotek


Faça e Venda Cupcakes com as embalagens Galvanotek na Cozinha do Quintal













Outro dia eu precisava de verdade de um "presentinho de comer" para uma profissional muito competente que cuidou da minha mãe no hospital. Sem tempo para sair de casa e comprar alguma coisa e sem conhecer o gosto pessoal dela, não tive dúvidas! Fiz cupcakes, decorei (modestamente, claro, porque eu não sou confeiteira) e embalei. Olha, se existe um olhar de gratidão maior do que o da pessoa que ganha doce, eu não conheço rsrs

Cupcakes de chocolate com cobertura de creme de manteiga e leite condensado =)


Por isso eu quis mostrar para vocês essa embalagem da Galvanotek que salvou o meu presente (e eu fui de busão pro hospital, certo? E o medo dos cups chegarem revirados??)

Além de protegidos, ficaram lindos. A G 15 é da Linha Doces e Salgados, comporta 4 cups grandes. As medidas das cavidades são 6,5 cm por 6,0 cm de altura. Além de cupcakes, você pode acomodar doces, como quindins, queijadinhas, muffins, outros tipos de bolinhos, enfim, o que quiser.

Cupcakes protegidos e prontos para serem entregues na embalagem Galvanotek G 15



A receita não deu certo nas duas primeiras tentativas, quem me acompanha lá no @cozinhadoquintal_oficial viu o desastre, quando coloquei muita massa nas forminhas, na terceira tentativa, porém, deu certo e eles ficaram perfeitos! Por isso é fundamental não desanimar e mesmo que não dê certo logo de cara não quer dizer que a receita esteja errada ou seja ruim, é só a gente "pegar as manhas" que vai.

Os confeitos de açúcar deixam o cupcake lindo!



Esta receita é da Martha Stewart, inclusive a cobertura que é um creme de manteiga e no meu caso rendeu 8 cupcakes grandes e 11 pequeninos, que eu queria ver se ficava bom e fica, viu? O único detalhe: para um cupcake grande você vai colocar 2 colheres de sopa de massa na forminha. Só isso, se colocar mais vai derramar massa para fora da forminha e fica feio.

Uma fita e uma tag e pronto

Quem não gosta de um produto bonito, bem acondicionado, em perfeitas condições?

Então, chega de papo e vamos à receita:

2 ovos
1 xícara de açúcar
1 xícara de farinha de trigo
3 colheres de sopa de manteiga
1/2 xícara de chocolate em pó
1/2 xícara de leite
200g de gotas de chocolate (não usei)
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Passe a farinha de trigo junto com o açúcar e o chocolate em pó pela peneira, em uma tigela. A seguir, acrescente os ovos, o leite e a manteiga. Misture bem com um batedor de arame até obter uma massa homogênea. Se quiser, pode usar a batedeira, eu fiz à mão mesmo e ficou ótimo. Por último, misture o fermento e o bicarbonato na massa.

Distribua nas forminhas e leve ao forno pré-aquecido, a 180 graus, por mais ou menos 15 minutos, ou até que, enfiando um palito no centro do bolinho, ele saia seco.

Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade. Enquanto isso, faça a cobertura de manteiga.

A embalagem é alta o bastante e fecha super bem.


Cobertura de Manteiga

1/2 xícara de manteiga amolecida
1 e 1/2 xícara de açúcar de confeiteiro peneirado
1 colher de sopa de leite
1 colher de chá de essência de baunilha

Na batedeira, bata a manteiga até ficar cremosa e clarinha. Acrescente o açúcar aos poucos e no final o leite. Você pode colorir ou aromatizar esse creme.

Minha experiência com esta cobertura: a primeira tentativa eu fiz exatamente como diz a receita só que com margarina. Ficou horrível. A segunda tentativa eu fiz com manteiga e melhorou, mas ainda não foi bom o suficiente para mim, então voltei para a batedeira e acrescentei meia lata de leite condensado (e disse "agora sim" rsrs) e bati um pouco mais. Ficou cremoso, consistente e saboroso. Aprovado!

Dar comida de presente é um ato de amor <3


 A Galvanotek tem embalagens para todos os tipos de alimentos. Elas são certificadas, inclusive por normas internacionais e são seguras. Você pode usar sossegada, agregando mais qualidade ainda aos seus produtos!

Além disso, agora tem aplicativo para o celular que encontra a embalagem ideal para a sua necessidade e o distribuidor mais próximo para você não perder tempo!

Acesse a AppleStore ou a PlayStore e baixe no seu celular.
Para encontrar o aplicativo, busque por "Galvanotek".




Site: http://www.galvanotek.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/galvanotek/
Instagram: @galvanotek




Este post é um publieditorial de interesse do microempreendedor de alimentação.
A Cozinha do Quintal usa e recomenda as embalagens Galvanotek.

Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2016.

Como a internet das coisas vai mudar a sua vida



 
A Internet das Coisas vem do inglês, Internet of Things (IoT) é uma revolução tecnológica a fim de conectar aparelhos eletrônicos do dia a dia. Vem surgindo cada vez mais eletrodomésticos, relógios e até mesmo tênis e fechaduras que se conectam a internet e a outros aparelhos, como smartphones e tablets. O objetivo é que o mundo se torne aos poucos mais conectado. 

O universo físico e o digital estão no processo de se tornar uma coisa só. O que tudo indica esse movimento vai crescer até verdadeiramente revolucionar a nossa relação com a tecnologia.

De acordo com uma pesquisa recente da Unidade de Inteligência Economista (EIU), que mostra que 96% dos líderes de negócios esperam que seus negócios estejam usando Internet das Coisas, de uma forma ou de outra, ainda em 2016. 

A idéia de conectar objetos é discutida desde 1991, mas só recentemente vimos o começo da aplicação de várias tecnologias se tornando realidade. A internet das coisas (IoT) começa a se apresentar através de dispositivos que se comunicam com os outros, os datacenters e suas nuvens. 

Aparelhos que podemos vestir, como o Google Glass e o Smartwatch 2, da Sony, aumentam a mobilidade e transformam a nosso modo de se conectar. A tecnologia que integra até mesmo o interior da nossa casa aos nossos celulares, como estamos vemos no novo HomeKit da Apple, está tornando a presença da internet em diversos objetos em uma realidade a beira de acontecer. 

Mas atenção, com a multiplicação dos sensores inteligentes, crescem também as portas de entrada para ataques cibernéticos. O risco de hackers controlarem dispositivos industriais, veículos e artigos pessoais é real. Estes riscos terão de ser neutralizados antes que a tecnologia atinja seu auge, em parte com medidas preventivas e ações conjuntas de equipes profissionais.

O impacto no nosso cotidiano certamente será enorme. E não falta muito tempo para começarmos a ver grandes mudanças. Um bom exemplo é o do protótipo Mobii. Ele pretende reinventar o interior dos carros, e está sendo desenvolvido pela Ford e pela Intel.

Ao entrar em um carro com essa tecnologia, uma câmera vai fazer o reconhecimento do rosto do motorista, a fim de oferecer informações sobre seu cotidiano, recomendar músicas e receber orientações para acionar o mapa com GPS. Se o sistema não reconhecer a pessoa, ele tira uma foto e manda as informações para o celular do dono, evitando furtos. Esse é um exemplo de um carro dentro de um ambiente da Internet das Coisas, com acessórios online e agindo de maneira inteligente. 

Com tudo conectado, sobra mais tempo para o que é importante: o seu negócio!


E claro que para nós, empreendedores de negócios caseiros, seria muito bom ter toda essa tecnologia funcionando a nosso favor. Já imaginou a sua geladeira fazendo o controle do estoque do seu negócio? E ela já existe, inclusive faz o pedido do que está faltando antes mesmo que o produto acabe e pode ser administrada pelo smartphone, além disso a geladeira envia uma mensagem se houver algum problema, como por exemplo, se você esquecer a porta aberta. Ela já está no mercado da Coréia.

O que ainda nos impede de usar tudo isso é o custo, só que tudo é assim, começa caro e depois os valores vão se ajustando na medida em que os aparelhos ficam mais populares e vão sendo cada vez mais usados.

Ainda, segundo a equipe da net banda larga, 60% dos 779 líderes de negócios globais que participaram da pesquisa da Unidade de Inteligência Economista (EIU)  concorda que empresas lentas para se adaptar a Internet das Coisas ficarão para trás de seus competidores.

No entanto, isso não vale apenas para grandes corporações. A Internet das Coisas também oferece muitas oportunidades para as pequenas e médias empresas. Na verdade, ao investir em aplicações e tecnologia ao invés de contratar mais pessoas, as PMEs e startups podem ser igualmente - ou até mais – competitivas, mesmo continuando pequenas.

As possibilidades que surgem com a Internet das Coisas são infinitas. Como consumidores, teremos de esperar mais alguns anos antes de ver estas tecnologias realmente dispararem na América Latina. Está começando aos poucos, como a zona azul eletrônica que já está sendo implantada em São Paulo.

Entretanto, quem trabalha ou pretende trabalhar na área de tecnologia deve desde já preparar a Infraestrutura de TI dos negócios para esta nova realidade. Com todas as ferramentas para o sucesso disponíveis, não há época melhor do que está para começar a se integrar.

Ninguém pode ignorar que a Internet das Coisas é uma tecnologia com muito potencial. Não fique por fora, confira abaixo um infográfico sobre o que vem por aí (clique na imagem para ver em tamanho real):



A internet das coisas infográfico

Este post é um publieditorial.

Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2016


Os 4 pilares do sucesso para quem faz comida para vender


Os 4 Pilares do Sucesso para quem faz comida para vender


O mercado de alimentação é uma ótima oportunidade de empreender: mesmo na crise, as empresas do setor, atuando com inteligência, estão sobrevivendo. O empreendedor de alimentação deve ter em mente que é preciso aprimorar sempre os serviços para vencer a concorrência e continuar sendo uma opção para o consumidor.

Por isso, não importa o tamanho do seu negócio de comida, seja você um dogueiro, um marmiteiro ou qualquer outro tipo de empreendedor, precisa estar atento às necessidades e desejos do seu público.

O consumidor busca qualidade, rapidez e comodidade, por isso, o empreendedor deve desenvolver os 4 pilares do sucesso:

1 - Experiência de compra: o consumidor encontra o produto que deseja, com facilidade de compra, ou seja, aquilo que ele deseja, o empreendedor oferece, com qualidade, bom preço e condições de pagamento.

Ou seja: tenha o produto que você anunciou, no preço que foi anunciado, com todas as informações. Não adianta o cliente pedir e você não ter, ou o preço ser diferente "porque aumentou". Tudo o que você disser ao cliente que tem, deverá ter. Da mesma forma, é preciso oferecer opções de pagamento, principalmente por meio eletrônico (cartões), já que hoje em dia ninguém tem dinheiro de verdade na mão.

Invista na abertura da sua empresa, corretamente, com CNPJ, assim você poderá contratar as empresas que oferecem recebimento através das maquininhas de cartão, com segurança para você e para o seu cliente.

Empreender na área de alimentação exige gestão apurada


2 - Produtos de qualidade: um dos itens mais importantes em qualquer negócio, na área de alimentos é fundamental. Trabalhar com produtos de primeira linha custa mais caro, em compensação agrega valor ao produto final.

Isso quer dizer principalmente que o seu custo e o seu preço de venda devem ser realistas e coerentes. Se os ingredientes que você usa são mais caros e são melhores, o seu cliente deve ser informado sobre isso. Trabalhar com produtos de qualidade inferior podem fazer com que você perca a confiança do cliente, que vai experimentar uma vez e não vai comprar mais.

Esteja atento às tendências do setor, estudando sempre o seu negócio


3 - Entrega eficiente e rápida: para os que trabalham com o sistema delivery, a entrega de qualidade ajuda a fidelizar o cliente. O produto deve chegar em perfeitas condições, bem acondicionado, sem riscos de contaminação.

Quantas vezes uma pessoa pode suportar receber alimento em casa, por exemplo, com a embalagem amassada ou aberta, ou cheia de água no caso de alimento congelado, ou fria no caso de alimento quente… pense em como você se sente quando compra uma pizza e ela chega virada ao contrário na sua casa.

Embalagem adequada, cuidado no transporte e rapidez na entrega são fundamentais para manter o cliente bem atendido.

Busque a embalagem perfeita para a sua comida


4 - Atendimento: tem que ser impecável. O empreendedor deve estar preparado para orientar o consumidor, seja em relação aos ingredientes, aos pesos, valores, formas de pagamento, entrega.

Ou seja, se você trabalha com produtos diferenciados, como por exemplo, comidas fit, para dietas, deve estar preparado para fornecer informações específicas sobre os ingredientes, sobre as calorias do prato, sobre os benefícios à saúde daquele determinado ingrediente, etc. Isso serve para qualquer tipo de negócio de comida: saiba informar corretamente tudo a respeito daquilo que você produz.

Para qualquer negócio de alimentação, principalmente os que começam pequenos, em casa mesmo, a atenção aos detalhes é importante. Faça testes com o seu cardápio para ver como ele se comporta, se você consegue comprar os ingredientes com facilidade, se você encontra a embalagem correta, se fazer esse cardápio é possível dentro da estrutura que você tem no momento.



Blog Cozinha do Quintal: o blog de quem faz comida para vender

As decisões que você tomar no início vão definir o sucesso ou o fracasso do seu negócio. Por isso tenha foco, conheça o que o consumidor quer e trabalhe em cima disso. Não queira abraçar o mundo, criando um cardápio enorme e impossível de realizar. É preferível ter menos opções ou até mesmo se especializar em um determinado tipo de comida do que deixar de atender por não ter o prato disponível.

Da mesma forma, não queira entregar para a cidade toda, determine a sua área de entrega dentro daquilo que você consiga entregar, futuramente essa área poderá aumentar.

Resumindo, quem trabalha com comida tem que se preocupar com: produção eficiente, para evitar desperdício e prejuízo; limpeza e higiene absolutas; qualidade de ingredientes; entrega confiável; preço justo; cardápio bem montado; atendimento simpático e eficiente; formas de pagamento adequadas.

Não basta cozinhar bem, o empreendedor de alimentação deve ser eficiente para se manter no mercado e conquistar cada vez mais clientes. Cada área do negócio é importante, deve funcionar perfeitamente e precisa de atenção, estudo e teste, para aperfeiçoar, evoluir e crescer.

O planejamento do negócio é fundamental. Estudar, conhecer e planejar cada passo são as melhores formas de evitar que o seu negócio dê errado, gerando prejuízo e muita frustração.

Consulte sempre o blog Cozinha do Quintal para idéias e informação sobre empreendedorismo na área de alimentação.



Todas as fotos lindas deste post foram gentilmente cedidas pela Shutterstock. Direitos reservados.
All images kindly provided by Shutterstock. All rights reserved.

Cozinha do Quintal, o blog de quem faz comida para vender. Por Paula Mello. 2009-2016. Todos os direitos reservados.

Torta de Maçã



Torta de Maçã deliciosa, receita boa para vender!


Esta receita já apareceu aqui na Cozinha do Quintal uma vez, meio diferente, relembre:

Torta de Maçã, primeira versão, clique aqui para ver a postagem antiga.

Na outra vez não usei o creme, agora resolvi experimentar e gostei muito da combinação de creminho de baunilha e maçãs! Recomendo o creme com fervor rsrs

Não cobri a torta com massa e diminuí a quantidade de fermento, de 2 colheres para 1 colher rasa de sopa. Não cresceu tanto, ficou melhor, mais equilibrada entre massa e recheio, porque é chato comer uma torta que só tem massa, certo?

Siga o preparo pela ordem. Comece pelo recheio:

6 maçãs picadas (pode misturar verdes e vermelhas a gosto)
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de água
canela em pó a gosto (opcional)
suco coado de meio limão (opcional)

Em uma panela coloque as maçãs, polvilhe o açúcar e acrescente a água. Leve ao fogo alto até ferver, abaixe o fogo e cozinhe sem mexer (para não quebrar as maçãs, caso queira um recheio cremoso, pode mexer). Acrescente o suco de limão no final e a canela e misture delicadamente. Prove e corrija o açúcar, se necessário. Reserve para esfriar completamente antes de rechear a torta.

Creme

500 ml de leite
2 gemas
1 xícara de açúcar
2 colheres de sopa de maisena
1 colher de café de essência de baunilha

Dissolva bem a maisena no leite, junte todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre até engrossar. A essência deve ser colocada por último, quando o creme estiver pronto. Reserve coberto com filme plástico encostando no creme (para não formar película sobre ele) e aguarde esfriar completamente antes de usar para rechear a torta. 

Massa

1 xícara de manteiga gelada em cubinhos
1 xícara de açúcar
2 ovos
1 colher de sopa rasa de fermento em pó
2 pitadas de sal
aproximadamente 4 xícaras de farinha de trigo

Em uma tigela coloque todos os ingredientes menos a farinha. Misture bem e vá colocando a farinha aos poucos, agregando tudo com as mãos, sem amassar, apenas juntando, até obter uma massa lisa e homogênea. 

Torta de Maçã deliciosa, o creme faz toda a diferença!


Abra a massa com o rolo sobre uma superfície enfarinhada, com espessura de 0,5 cm. Unte e enfarinhe a forma que for usar e coloque a massa no fundo e nas laterais da forma. Eu não consegui abrir com o rolo porque a massa ficou super macia. Então, fui colocando pedacinhos de massa no fundo e nas laterais da forma e apertando com os dedos, até cobrir tudo e deu super certo. Acho que isso acontece em função da manteiga. Por isso se você não conseguir uma massa que não dá para abrir,  não se desespere, nem pense que a receita deu errado, ok?

A seguir, disponha o creme e por último as maçãs. Leve ao forno por 30 minutos ou até dourar a massa.

Torta de Maçã dourada, com massa crocante, creminho delicioso e maçãs doces...


A receita rendeu 2 tortas, lembrando que eu não coloquei massa em cima, apenas nas bases. A minha forma tem 20 cm de diâmetro, mesmo sendo antiaderente é importante untar e enfarinhar, assim a torta fica soltinha e muito mais fácil de desenformar.

Pêssego sem pele, picado e colocado sobre as maçãs, ficou divino... A próxima vou fazer só com pêssegos =)


Fiz uma opção com alguns pêssegos que estavam sobrando e o resultado ficou maravilhoso!! Na verdade, com esta massa você pode usar qualquer fruta que quiser, como abacaxi, peras,  figos!! Ou uma deliciosa mistura das suas frutas favoritas, pode colocar algumas amoras, ou seja, dá para inventar e muito com esta massa, que fica crocante e ao mesmo tempo desmancha na boca. 

Não cozinhei o pêssego, ele foi cru mesmo e ficou muito bom. Deve ser possível cozinhar o pêssego da mesma forma que as maçãs, precisaria testar. 

Use sempre o recheio e o creme frios, assim a massa não fica embatumada. A manteiga deve estar gelada e sim, por favor, use manteiga, não use margarina.

Faça e logo, fica uma delícia. Imagina que presente não dá uma torta dessas, bem acondicionada, com uma tag fofa...

Eu adoro presentear com comida, agrada a gregos e troianos, principalmente quando você precisa de um mimo e não sabe o que a pessoa gosta, ou o dinheiro está curto... Vai por mim, essa torta vai render muito elogio para você rsrs


Cozinha do Quintal, por Paula Mello. 7 anos de dicas e receitas para vender! Todos os direitos reservados.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protetora da Cozinha do Quintal

Santa Clara

Santa Clara
Ilumine nosso caminho!

Ajude a FIC

Fraternidade Irmã Clara

Conheça uma casa especial
para crianças especiais!!

Direitos Autorais

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.