Linha Forno Galvanotek G 240

em 21 de setembro de 2018


Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Hoje eu quero mostrar para vocês mais um lançamento da Galvanotek que veio para revolucionar o mercado de embalagens para alimentos, a Linha Forno C-PET G 240.

São embalagens (vendidas com ou sem tampa) com muita tecnologia: o C-PET é um material reciclável e totalmente seguro, e que permite tanto o congelamento quanto o aquecimento em forno convencional ou micro-ondas.

Para testar as embalagens, eu montei uma lasanha simples, com presunto e queijo muçarela. Vamos ver?

Lasanha Tradicional na C-PET Galvanotek



Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Veja acima os ingredientes utilizados: presunto fatiado, muçarela ralada (rende mais e derrete melhor), molho de tomate, e a massa para lasanha deve ser pré-cozida, para que o seu cliente somente aqueça na hora de consumir. Ela pode ser montada e congelada e vendida assim. Ou pode ser utilizada a massa fresca para consumo imediato, sem congelamento.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Coloque molho na base da embalagem, a seguir comece as camadas: massa, molho, presunto, massa, molho, muçarela. Repita até preencher a embalagem, sempre tomando cuidado para que a massa fique em contato com o molho, isso vai garantir o cozimento perfeito.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Nas camadas intermediárias você pode aproveitar recortes de massa, até para evitar o desperdício. Preste atenção apenas no detalhe importante: a camada de base e a última camada de massa devem ser inteiras, sem recortes, para que a lasanha fique compacta e perfeita.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Aqui embaixo você confere a montagem terminada. Adicionei mais muçarela ralada, que vai gratinar no aquecimento e um fio de azeite, além de um pouquinho de orégano.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Para aquecer, o seu cliente deve colocar a embalagem em uma forma de alumínio, se for para aquecer mais do que uma unidade de uma vez só, elas não devem encostar, sempre deve ser deixado um espaço entre uma embalagem e outra e sempre deve ser deixado espaço entre a embalagem e a assadeira e entre a assadeira e as paredes e a porta do forno. Segurança é importante, tome os cuidados necessários e utilize com tranquilidade!

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Levar ao forno convencional, pré-aquecido a 180 graus (não pode ultrapassar 200 graus!), por 15 a 20 minutos.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Veja porquê é importante colocar a primeira e a última camadas de massa inteira: mesmo que o seu cliente vire o produto sobre um prato, a lasanha não desmonta e as emendas de massa não são visíveis. Acabamento impecável na apresentação é essencial, então não descuide.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Além da lasanha que eu aqueci no forno a gás, a embalagem pode ser utilizada para comida normal, pode ser congelada e depois aquecida no micro-ondas. É necessário sempre retirar a tampa para qualquer tipo de aquecimento! Você deve informar ao consumidor corretamente o uso, em uma etiqueta.

Para o meu teste eu montei uma marmita simples com arroz, ervilhas frescas e medalhões de filé mignon de porco. Ficou sensacional! Além da apresentação impecável, o aquecimento é fácil e rápido.

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Conheça a Linha Forno C-PET da Galvanotek na Cozinha do Quintal. Não use minhas imagens sem permissão! Plágio é crime!

Então só para recapitular as instruções de uso:

- congelamento até -30 graus
- aquecimento no máximo até 200 graus
- o forno deve ser pré-aquecido a 175 graus por 20 minutos ANTES da embalagem ser colocada para aquecimento
- não colocar a embalagem sobre a grade do forno
- se for utilizar uma assadeira com teflon (antiaderente), diminua a temperatura do forno em 5 graus
- obrigatório o uso de uma bandeja/assadeira, sem encostar uma embalagem na outra e sem encostar a embalagem na borda da assadeira
- não é necessário untar a embalagem se for utilizada para bolos e tortas

Atenção:

A embalagem não pode ser utilizada em churrasqueiras, grills, torradeiras, panelas de banho-maria ou qualquer outro tipo de forno com chama aberta.


Linha Forno C-PET G 240 e G 240 com tampa:

Dimensões internas: 18,5 cm X 13,5 cm X 3,6 cm
Dimensões externas: 20,5 cm X 15,5 cm X 4 cm

Caixa com 100 unidades da bandeja ou 100 unidades da bandeja com tampa.

Ficou com dúvida ainda? A marca preparou um vídeo explicativo:




Confira todas as embalagens no site e nas redes sociais da Galvanotek e encontre a ideal para o seu negócio.






Instagram: @galvanotek







Este post é um publieditorial. A Cozinha do Quintal usa e recomenda as embalagens Galvanotek.

Todos os direitos reservados. Não utilize as imagens do blog. Plágio é crime!


Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. Não use minhas imagens sem autorização. Plágio é Crime! 2009-2018


Série Empreender: Como Abrir uma Cafeteria 3

em 6 de setembro de 2018

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal


Continuando a nossa conversa, hoje eu quero falar com você sobre um assunto infinito e fascinante: as cores do seu (e do meu) café!

Ah, você chegou neste post agora e nem sabe do que eu estou falando? Confira os posts anteriores da série "Como Abrir uma Cafeteria":



Série Empreender: Como Abrir uma Cafeteria - Post 1



Série Empreender: Como Abrir uma Cafeteria - Post 2



Eu acredito que um café é um tipo intimista de lugar para se comer. Não gosto de café que parece lanchonete de fastfood: você pega qualquer coisa e sai correndo. Não, para mim, tem que ser um lugar para estar durante um tempo e aproveitar um clima, um ambiente, claro, bem acompanhado por um café gostoso e, se possível, um doce ou um salgado.

Por outro lado, um café vibrante, que fique em um local bem movimentado, pode ser colorido, com cores chamativas (e não é à toa que o McDonald's é todo vermelho e amarelo, repara!), diminuindo o tempo de permanência das pessoas no ambiente, acelerando o serviço.  É isso que você quer para o seu negócio? Pense:

Qual a sensação que as pessoas terão ao entrar no seu estabelecimento?
Como você quer que elas se sintam?


Cores para o seu Café


Escolher as cores é uma das partes mais gostosas quando planejamos nosso negócio.

Um site que sempre me ajuda (nos meus trabalhos profissionais e também no planejamento do meu café dos sonhos) é o Design Seeds. Nesse site você encontra paletas de cores tematizadas, por cores, a partir de cenas da natureza, estações do ano, e acredite, por comidas!! É o máximo de ajuda para escolher aquelas que serão as utilizadas.

Paleta de Cores para um Café via Design Seeds


Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal

A partir da escolha das cores, todo o restante vai se desenvolver mais facilmente: o seu logo deve estar no mesmo espírito das cores escolhidas; as embalagens e todo o resto da sua comunicação; encontrar os móveis que combinem; os tecidos para toalhas e outros acessórios; os itens de decoração que você vai usar; uniformes do time de serviço; tudo, tudo mesmo, até os guardanapos.

Esse processo de ver uma imagem e ao lado uma paleta com cores separadas ajuda muito a gente treinar o olhar.

O meu café teria tons relaxantes, com base no verde e no azul. Ele seria mais ou menos como as imagens de inspiração que eu vivo colecionando lá no Pinterest e que invariavelmente têm muitas dessas cores sempre.

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Nem tudo eu gosto. Às vezes o chão de uma imagem, a cadeira de outra, um determinado item decorativo, uma luminária. Juntando tudo eu tenho algo muito pessoal, que reflete a minha proposta.

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Eu penso, vivo e respiro nessas cores. Madeiras em vários tons, muito verde, azul. Árvores, plantas, vasos, tecidos, fibras naturais, tijolo aparente, tudo isso faz parte do universo do meu café dos sonhos.

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

Como Abrir uma Cafeteria - Cores - Cozinha do Quintal Reprodução Pinterest

A personalidade do seu café vai, com certeza, refletir a sua, caso você opte por um negócio "pessoal", com sensibilidade e diferente de tudo o que já existe. Esse é o seu caso? E qual é a sua dificuldade na hora de pensar no seu negócio?

Mesmo que o seu estilo seja completamente diferente do meu. Mesmo que você goste de uma vibe mais contemporânea, ou de cores primárias mais simples e básicas, ou que você seja apaixonado pelo estilo escandinavo com muito branco e cinza (eu também sou rsrs). Independente do seu estilo, o processo de escolha das cores é muito importante: você não vai querer trabalhar em um ambiente que não gosta, que tenha paredes pintadas de cores horrorosas, certo??

Independe também do espaço que você venha a ter, porque de qualquer modo, terá que pintá-lo, fazer a decoração, pensar nos móveis, etc.

Espero ter ajudado a clarear um pouco as suas ideias sobre as cores. Em breve vamos falar de outros assuntos importantes para a construção do nosso café dos sonhos, como espaços, móveis, exigências da legislação, cardápios possíveis e muito mais.




Imagens de cafés reprodução Pinterest. Paletas de cores Design Seeds.
Imagem de abertura gentilmente cedida pela Shutterstock. Todos os direitos reservados. 
Opening image kindly provided by Shutterstock. All rights reserved.



Cozinha do Quintal por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2018

Pão Recheado Fácil

em 31 de agosto de 2018

Cozinha do Quintal: Pão Recheado Fácil!

Mais um pão perfeito para o fim de semana, para fazer vários e ter no freezer à mão para quando chega visita! Uma versão um pouquinho diferente (e melhor) da primeira que postei semana passada, se quiser comparar, esta receita não leva ovo, ok? Mais econômica ainda.

Celebrando os 10 anos do NacoZinha Brasil

em 27 de agosto de 2018



NacoZinha Brasil comandado pela Gina, é um dos melhores blogs de culinária!


É uma grande honra atender o convite da Regina Castro que comanda o maravilhoso blog NacoZinha Brasil e que está comemorando 10 anos de blogosfera!



Subir