Receitas da Síria


A culinária síria é sempre presente aqui em casa, sou descendente por parte de pai e adoro. Juntamos com o lado italiano da família por parte de mãe e temos uma combinação maravilhosa de sabores e aromas. Vou colocar aqui algumas das minhas receitas favoritas e que sempre aparecem nas nossas festas de fim de ano, porque não gosto muito daquela ceia de peru e tender...
A culinária do Oriente, de modo geral, é muito rica em temperos saborosos e aromáticos. Os árabes usam muito a hortelã, o alho, o iogurte ou a coalhada, e as nozes, tanto em preparações doces quanto em salgadas.
O famoso tabule, salada de tomate, cebola, trigo, e hortelã e salsa, é originário do Líbano, mas acredito que a proximidade dos países fez com que muitas receitas migrassem de um lado para o outro, assim como fazem as pessoas até hoje.
As carnes, de cordeiro e carneiro, saborosas e ricas, tradicionalmente nos kebabs, espetinhos bem temperados e grelhados, são um capítulo a parte. A kafta, carne moída temperada moldada no espetinho, também.
Adoro a facilidade de apresentação dessa comida, ótima para servir para muita gente.
Nos doces, ganha de longe a tradicional baklava, doce de massa folhada recheado com manteiga e nozes, avelãs ou pistaches.
Além disso, o quibe, em suas variadas versões, as beringelas, o grão de bico, tudo regado a muito azeite virgem, dão a esta culinária um sabor apaixonante.
Para o número um desta série, o tabule.
Vale fazer para o dia a dia, pois é nutritivo, refrescante, um excelente acompanhamento para um bife, um frango e até um peixe grelhado. O tabule também é uma ótima dica para os vegetarianos, e você pode incrementar com sementes, como a linhaça e a quinoa, a proteína de soja, e ainda acrescentar nozes, tâmaras, pistaches, enfim, o que a sua imaginação e o seu paladar mandarem.

Mãos na massa:

100g. de trigo para quibe
6 tomates maduros e firmes
2 cebolas médias
suco de 6 limões taiti coado
1 maço de salsa
1 maço de hortelã
1 pitada de canela ou pimenta síria (também conhecida como caiena)
200 ml de azeite virgem
sal a gosto

O trabalho maior é picar isso tudo bem picadim, não esquecendo de lavar e desinfetar as ervas.

Deixe o trigo de molho em água fria por meia hora. Escorra numa peneira e deixe ali mesmo, escorrendo, enquanto pica tudo. O trigo vai inchar e crescer.

Numa travessa grande, coloque todos os picados, acrescente o azeite, a pimenta, o suco de limão, acerte o sal. A seguir, esprema o trigo com as mãos, para tirar ainda o excesso de água e misture tudo muito bem.

Deixe coberto na geladeira, por 3 horas antes de servir. O essencial do tabule é o verde. Não economize na salsa nem na hortelã e procure utilizá-las frescas.

O tabule fica bem conservado na geladeira por 2 a 3 dias, em recipiente bem fechado.

Esta receita dá 6 porções. Aumente ou diminua as quantidades a gosto.

Acompanhe com pão sírio (pita), tahine e bom apetite.

Na minha versão, acrescento 3 pepinos japoneses sem casca bem picadinhos, e o frescor é insuperável.

Um comentário:

  1. Paula, adoro comida síria encontrei seu blog quando estava pesquisando para fazer um kafta.

    Depois vou fazer sua receita de tabule.

    Abraços
    www.mundoemsabores.com.br

    ResponderExcluir

Não são permitidos comentários anônimos.

Respondo aqui mesmo, então venha ver a resposta, ok?

EMAILS E COMENTÁRIOS SÃO RESPONDIDOS 1 VEZ POR SEMANA, então não adianta você deixar 200 comentários aqui... Apenas 1 é suficiente, e você não vai visualizar por que antes EU preciso aprovar o seu comentário, ok?

Caso prefira entrar em contato por email: paulamellomorgana@hotmail.com

Agradeço a paciência e a compreensão.

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.

Estatísticas

Dias Online
Postagens
Comentários
Widget by Elaine Gaspareto
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protetora da Cozinha

Protetora da Cozinha
Santa Clara, clareai os caminhos!