Ladrilho hidráulico: graça centenária, agora, também solidária




Resgatado por arquitetos e decoradores, o ladrilho hidráulico acompanha a tendência retrô. E, no Hospital Cândido Ferreira, em Sousas, ele está reconstruindo histórias e vidas humanas 


Presença constante na decoração das mansões da nobreza europeia, no século 19, o ladrilho hidráulico foi moda no Brasil durante a imigração italiana, nos anos 1920.
Hoje, ele está de volta vivendo seu esplendor na decoração de diversos ambientes. Com alta durabilidade e simples manutenção, a diferença do ladrilho para os demais pisos e revestimentos é que depois de uns 20 anos de uso, ao apresentar-se desbotado ou encardido, ele volta a brilhar com apenas uma “lixadinha”.
Essa opção, pra lá de duradoura e ecológica, pode receber os mais diferentes motivos, como os florais, geométricos, mosaicos e patchwork. E assim, sempre no tamanho 20X20cm, é possível combinar formas e cores em cada peça, ilimitadamente. Ou seja, é possível criar peças e ambientes, como passeios, calçadas ou mesmo objetos de decoração, com a máxima exclusividade. 

Chique é ser solidário
Criado para oferecer trabalho e renda à população acometida por doenças mentais, o Hospital Cândido Ferreira oferece diversas oficinas para produções artesanais. Dessa forma, milhares de pessoas que estavam em situação de vulnerabilidade, devido à exclusão tanto do convívio social quanto do mercado de trabalho formal, conseguiram reconquistar, além da renda, a dignidade e a autoestima.
Portanto, muito além da exclusividade e beleza das peças, no Hospital Cândido Ferreira, a maior virtude dessa fabricação artesanal de ladrilhos hidráulicos tem sido a oportunidade dada a dezenas de homens e mulheres, de reinventar e colorir também sua própria vida.
Fica a dica para encantar ainda mais a sua casa, e a vida de muitos!

Sobre o Hospital
O Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, fundado em 06 de julho de 1919, é referência no tratamento em saúde mental no Brasil desde 1993, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
O principal objetivo do Cândido Ferreira é a desospitalização, a participação social dos usuários, e o respeito ao direito à convivência dos diferentes.
Atualmente, atende mais de mil usuários por mês e conta com um Núcleo de Retaguarda, quatro CAPS (Centros de Atenção Psicossocial), Serviços Residenciais Terapêuticos, um Núcleo de 14 Oficinas e Trabalho, e três Centros de Convivência, que oferecem alfabetização, convivência social e cultura, aos usuários de saúde mental das comunidades locais.

Sobre a Oficina
A Oficina de Ladrilho Hidráulico iniciou sua produção em 2006, a partir da doação dos equipamentos. Atualmente, conta com 13 oficineiros portadores de doenças mentais e, embora tenha capacidade instalada para muito mais, está produzindo apenas 500 peças por mês, devido à falta de pedidos.
Os ladrilhos podem ser encomendados na loja Armazém das Oficinas, em Campinas, pelo site 
http://www.armazemoficinas.com.br/site/ ou comprados na própria oficina, em Sousas.

É um lindo trabalho que merece ser conhecido e compartilhado!!

Um comentário:

  1. Quando construí minha casa de praia a 10 anos, coloquei azulejo hidráulico e foi um custo encontrar quem fizesse. Agora já sei.

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos e depois publicados.
Verifique se a sua dúvida já foi respondida nos comentários anteriores. Se preferir, mande um email pra mim no paulamellomorgana@hotmail.com
Comentários mal educados, preconceituosos ou com propaganda são excluídos. Encontrou um erro ou informação faltando? Me avisa? Obrigada!! beijossssssss

  • Início
  • Índice por Categoria
  • Uso e Privacidade
  • Loja Virtual
  • Anuncie
  • Contato


Protetora da Cozinha do Quintal

Santa Clara

Santa Clara
Ilumine nosso caminho!

Siga pelo Bloglovin'

Follow on Bloglovin

Ajude a FIC

Fraternidade Irmã Clara

Conheça uma casa especial
para crianças especiais!!

Blogs Brasil

Direitos Autorais

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.