Faça e Venda Sopa de Frango

em 27 de julho de 2021

 

Sopa de Frango Cozinha do Quintal

 

Em dias mais frios uma sopa gostosa é uma boa opção! Para vender, você vai amar o custo-benefício desta versão bem simples e muito gostosa! Rende muito e é econômica, perfeita!


Observações: não faça na panela de pressão, eu sou muito fã desse tipo de panela pela rapidez do preparo, mas já fiz esta sopa na pressão e não ficou igual. Cozinhando devagar, numa panela comum mesmo ficou muito melhor! É uma comida de conforto, sabe? Daquelas que as gringas chamam de "slow food",  preparada lentamente. O sabor é completamente diferente!

No caso aqui eu não tinha macarrão próprio para sopa, então fui de penne, que o tipo que sempre tenho em casa. Para vender, use um padre-nosso ou ave-maria ou ainda conchinhas, ou caracóis, ninho, qualquer macarrão que tenha um formato delicado vai ficar espetacular nesta sopa.


Ingredientes da sopa de frango


500g de cenoura

1kg de batata

1kg de macarrão

1kg de peito de frango

2 dentes de alho

1 folha de louro

1 cebola picada - 100g

temperos a gosto, sal, pimenta

5 litros de água

 

 

Em uma frigideira doure os pedaços de frango com um fio de óleo, acrescentando o alho, dourando bem. Retire e reserve os pedaços de frango. Na mesma frigideira, coloque a cebola e mexa até que fique dourada e macia. Transfira para uma panela grande, com água. Acrescente a folha de louro, a batata e a cenoura picadas e o frango. Mantenha em fogo alto até ferver. Abaixe e deixe cozinhar com a panela semi tampada até os legumes ficarem macios. Acrescente por último o macarrão, mexa bem e deixe cozinhar. Acerte o sal no final e acrescente salsinha fresca picada a gosto se desejar. Acrescente um pouco  mais de água se necessário.


Rendimento: 6 litros ou 12 porções de 500ml.

 


Se quiser inventar outras versões, você pode substituir a batata por batata baroa/mandioquinha, batata-doce, pode acrescentar outros legumes a seu gosto (com ervilha fresca fica inesquecível!) e assim criar sabores diferentes. 


Observe o meu custo (para SP Capital/julho 2020)

batata - 2,00

cenoura - 1,35

frango (sassami/filezinho) - 12,00

louro - 0,30

cebola - 0,15

macarrão - 2,69

alho - 1,00


Acrescente 1 embalagem e 1 sacola. Cotei 2 tipos diferentes de pote:


- pote de isopor (número 7) 500 ml com tampa - 0,59 a unidade

- cumbuca de isopor com tampa 500 ml - 0,39 a unidade

- sacola plástica 25X35 cm - 10,99 com mil unidades = 0,01 por unidade


Fechando as contas, somando tudo: 19,89 por 6 litros de sopa ou 12 porções de 500 ml.

 

Custo unitário da sua sopa de 500 ml - 1,65


Comparei com algumas versões no mercado, fazendo uma pesquisa online mesmo, rapidinho. Algumas marcas vendem potes de 400g a 17,99! A marca própria de um mercado aqui de SP vende 400g de sopa de legumes (SEM frango) a 29,79... Sopa "FIT" com 350g a 18,50.... e por aí vai.


Para vocês verem que sopa dá um lucro absurdo. Faça com o maior capricho, use bons ingredientes, bons temperos, boas embalagens e fature muito! 

 

Aqui no blog tem outros posts pra te ajudar (busque o marcador faça e venda) e na lojinha tem um ebook completíssimo de sopas para vender, são 23 receitas, com o cálculo certinho de tudo para você não perder nenhum centavo, além de dicas imperdíveis (confira aqui - ebook Sopas e Caldos Cozinha do Quintal)


Boas vendas!!



Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2021


Costeleta de Porco da Elaine

em 23 de julho de 2021



(Série de posts que escrevi para o blog Elaine Gaspareto, minha amiga-irmã que faleceu em junho-2021. Pode ser que alguns links não funcionem, caso o blog dela já tenha saído do ar. Esses posts estão aqui na Cozinha do Quintal pois são de minha autoria. Os comentários estão desativados. Caso tenha alguma observação ou dúvida em relação a este post, entre em contato comigo por email. Obrigada!)


Este post foi publicado pela primeira vez em 08/07/2014. 


-----------


No dia a dia a gente precisa variar o cardápio, principalmente para quem almoça e janta em casa. Eu gosto de incluir a carne de porco, pois ela é saborosa e nutritiva. Meus filhos também adoram! 

Esta costeleta fica muito boa, mas tem uns truques para ficar perfeita!
Vamos aprender?

► Primeiro lave bem as peças de carne. Eu gosto de passar uma água com limão em seguida. Não tem muita razão nisso, acho que é apenas uma mania de quem adora limão. 

► A seguir, retire a gordura a seu gosto, eu tiro tudo. Mesmo assim sempre fica um pouquinho, ao redor da costeleta. É essa gordurinha que faz a costeleta levantar na hora de fritar.

Para que isso não aconteça, ou seja, para que a peça fique reta e encoste no fundo da panela para cozinhar por igual, o truque é dar um pique com uma faca bem afiada mais ou menos na metade. Veja como eu fiz:


► A seguir, elas foram para o tempero: alho, cebola e salsa batidos (que sempre tenho pronto), mais orégano e tomilho, sal e louro. Aqui cada um coloca a gosto. Pode usar alecrim também. Temperos secos são ótimos, mas caso possa, opte pelos frescos.

► Depois, é só dourar em fogo médio, um pouco de cada lado. Não fique virando toda hora, tenha paciência e deixe dourar bem de um lado e depois do outro. Quando estiverem moreninhas, você pode aumentar o fogo para dar aquela última corada. 


Acompanhei as minhas costeletas com brócolis e abobrinha, além de um arroz simples, apenas misturando arroz branco com integral. Você pode usar o acompanhamento que desejar: batatas são sempre uma delícia, seja batatinhas fritas, uma bela salada russa ou até o simples purê. 

Farofa para acompanhar as costeletas

A farofa eu fiz assim: dourei uma cebola em rodelas bem fininhas, acrescentei um pouco de alho, quando estava dourado coloquei a polpa de meio maracujá.
Caso não tenha, coloque uma xícara de café de suco concentrado (não vale em pó).
Mexa bem, acrescente a farinha de mandioca torrada e dê uma aquecida para pegar o sabor.
Só isso.
Fica suave mas muito gostosa e combina super bem com a carne de porco.

Isso é o que eu chamo de costeleta bem acompanhada, ou melhor: um prato simpático!


Claro que uma saladinha também vai muito bem junto com tudo isso, ou um vinagrete, ou... o que a sua imaginação e o seu paladar pedirem!

Comentário da Elaine:
"aqui onde moro, interior de São Paulo, pertinho de Minas, chamamos de bisteca.
Como se chama aí onde você mora?"


Como empanar salgadinhos

em 25 de junho de 2021




(Série de posts que escrevi para o blog Elaine Gaspareto, minha amiga-irmã que faleceu em junho-2021. Pode ser que alguns links não funcionem, caso o blog dela já tenha saído do ar. Esses posts estão aqui na Cozinha do Quintal pois são de minha autoria. Os comentários estão desativados. Caso tenha alguma observação ou dúvida em relação a este post, entre em contato comigo por email. Obrigada!)


Este post foi publicado pela primeira vez em 02/04/2014


Toda sexta-feira vou colocar um dos posts que escrevi para Elaine, como uma maneira de guardar estas lembranças. 


—————————



Para começar a minha coluna aqui na casa da Elaine  fiz um vídeo mostrando como empanar corretamente os salgadinhos, usando apenas a clara do ovo.

Este é meu primeiro vídeo, ficou um pouco "tosco" é verdade, pela falta de prática, mas como foi feito de coração, tenho certeza que vocês me perdoarão antecipadamente.

Muita gente me pergunta porquê os salgadinhos estouram na hora de fritar e a resposta é muito fácil: a maioria empana com água.
Seja por economia ou por desconhecimento, essa prática pode trazer riscos às pessoas. Já vi gente queimada gravemente e não é brincadeira.

Então, se você faz para vender ou apenas para consumo da sua família, faça bem feito: ingredientes da melhor qualidade, higiene, capricho. Com certeza o seu salgadinho será especial!
Os salgadinhos que ensino a empanar no vídeo são semelhantes a esses:

 A receita, simples e sem frescura, você encontra aqui:

E abaixo você confere o vídeo, que ensina de um modo bem simples como empanar corretamente seus salgadinhos.
Ficarão lindos, deliciosos e jamais estourarão!



Caso o vídeo não carregue, assista-o direto no Youtube

Caso tenha dúvidas ou sugestões de receitas e dicas que queira aprender diga os comentários!
Participe, seu pedido ou dúvida pode virar post!

Até a próxima!

Frigideira de Legumes com Linguiça

em 21 de junho de 2021

Frigideira de Legumes com Linguiça Cozinha do Quintal


Sabe os dias de despensa fraca e muita gente para comer? E a gente não sabe o que fazer rsrs sim, tem havido muitos destes dias por aqui. 


De modos que... temos que inventar, usar a criatividade. Assim nasceu essa frigideira de legumes com linguiça, usando um pacote de legumes congelados, desses comprados mesmo,  acrescentei um maço de brócolis ninja que nem é o meu preferido mas na falta do outro vai esse mesmo e para contentar os filhos, foi um tanto de batatas e duas linguiças calabresas.


Para fazer, cozinhei as batatas em água fervente com sal até ficarem macias, escorri e coloquei os outros legumes para cozinhar na mesma água. Enquanto isso fritei as linguiças, escorri em papel toalha e descartei a gordura da frigideira. A seguir, fiz um refogadinho básico com alho, cebola e azeite e adicionei as linguiças, as batatas cozidas, os legumes, misturei muito bem e baixei o fogo, tampando a frigideira por alguns minutos.


Ficou bom, acompanhado de um arroz fresco. Comeram 6 e ainda sobrou um pouquinho.


De resto, seguimos a vida, um dia de cada vez, uns melhores, outros piores. Ainda estou tentando me recuperar e me consolar com a partida da minha amiga Elaine Gaspareto, deixei um post lá no blog dela falando um pouco sobre como foi essa coisa absurda, e tenho sentido muito a falta dela... Graças a Deus, estamos todos bem aqui em casa, meu marido e filhos, eu, trabalhando, tentando sobreviver e rezando sempre, porque não está fácil não.


Vou recuperar os posts que publiquei lá no blog da Elaine e trazer para cá, pois não sei quanto tempo mais o blog dela vai ficar no ar, acho que ninguém na família sabe como levar adiante...


Quanto à Cozinha do Quintal, eu não sei bem para onde ir daqui para a frente. Conversando com alguns empreendedores, me dizem que estão quase parados, os que trabalham na rua, muitos se arriscando a sair apesar das restrições, por pura necessidade... Outros felizmente têm conseguido se manter, produzindo seus alimentos em casa e entregando os pedidos feitos online e por zap. Que triste a realidade nossa né gente... tínhamos tudo para um grande ano em 2020 e nada, neste ano já estamos na metade e a cada dia as dificuldades aumentam...


Se você que me lê puder, deixe seu comentário e me diz... o que está precisando, que tipo de informação, quais as suas dúvidas, aproveita e me conta se já está com o seu negócio funcionando... vou adorar saber!


E passa também lá no blog da Elaine, ela tinha muitas receitas gostosas, boas para vender inclusive se for o seu caso! 




Se cuidem bem, aproveitem os momentos com as pessoas amadas, porque tudo é passageiro neste mundo, um dia estamos e no outro, já fomos.


Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2021


Subir