2 Sucos para aumentar a imunidade em tempos de coronavírus

em 26 de março de 2020

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!


Em tempo de vírus solto pelos quatro cantos do mundo a gente tem que fazer de tudo para se proteger e melhorar a alimentação é uma dessas formas de proteção.

Quando estive em Poços de Caldas, antes de saber dessa história de vírus, minha cunhada todo dia fazia suco de abacaxi com limão, que delícia! Voltei pra São Paulo com a mesma mania rsrs e melhorei a receita agregando mais umas coisinhas.

Vamos pro passo a passo? Abstrai a bagunça na pia tá? rsrs

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!

Meio abacaxi sem casca picado no liquidificador com 1 limão inteiro com casca e tudo e água.

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!

1/2 colher de sobremesa de açafrão da terra (cúrcuma)

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!

1/2 colher de sobremesa de gengibre em pó

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!

1 colher de sobremesa de farinha de sorgo

Bater bem no liquidificador, adicionar água aos poucos e coar. Adoce com o mel e adicione gelo se necessário, folhinhas de hortelã se gostar. Sirva imediatamente.

Eu bati em duas vezes: bati e coei, voltei o coado para o liquidificador, acrescentei mais água, bati novamente e coei outra vez.

Suco para aumentar a imunidade: abacaxi, gengibre, cúrcuma, sorgo, mel e limão!


Aproveite as cascas e faça mais um suco!

Suco de casca de abacaxi com chá preto

Ferva as cascas do abacaxi com bastante água por uns 10 minutos, coe e adoce com mel a gosto. Só isso já é um suco delicioso, eu fui além e coloquei 4 saquinhos de chá preto para ferver junto, porque adoro chá preto e ficou aromatizado com o abacaxi, bem gostoso! Tomei quente na hora e depois, bem gelado. Nas duas versões é maravilhoso.

Suco de casca de abacaxi com chá preto


Suco de casca de abacaxi com chá preto


Recapitulando, não tem muita medida certa: abacaxi, limão, farinha de sorgo, açafrão da terra, gengibre em pó, mel.

A farinha de sorgo tem propriedades antioxidantes, açafrão da terra é anti-inflamatório, gengibre é termogênico, mel é o alimento mais completo do mundo. Tudo para reforçar a imunidade e resistir melhor às doenças, vale a pena!

Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2020


Faça e Venda Especial Tempero Caseiro

em 23 de março de 2020

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal


A base de qualquer comida boa é o tempero! Até o chef famoso que adotou o Brasil fala isso o tempo todo.

Por isso hoje eu vou te apresentar uma oportunidade de negócio que pode ser iniciada em casa: fazer e vender tempero caseiro.

Além da praticidade e economia, com bons ingredientes, capricho e uma boa embalagem você vai ter um resultado final do seu produto espetacular.

Quando eu trabalhava com comida, fazendo e vendendo marmita, já preparava meus temperos com antecedência. Assim o dia a dia do meu cardápio era mais rápido e prático com essa etapa já feita.

E hoje em dia, quando as pessoas querem perder menos tempo com as tarefas mais trabalhosas, o tempero caseiro pronto é uma excelente opção. Pensa, quem não quer ingredientes selecionados, frescos, com sabor de verdade, tudo preparado e dentro de um potinho pronto para usar? Até eu que sou mais boba rsrs

Então vamos lá! Primeira coisa, definir o seu cardápio de temperos, o seu "menu". Ou seja, quais as variedades e tipos que você vai trabalhar. Minhas sugestões a seguir. As preparações seguem todas o mesmo processo:

1 - selecionar os ingredientes
2 - higienizar, descascar e picar
3 - bater no liquidificador
4 - embalar, congelar


Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal


Tempero Caseiro Tradicional


O mais usado em todas as cozinhas, tem alho, cebola e óleo.

300 g de alho sem casca (deixe de molho em água por mais ou menos 2 horas, fica fácil tirar a casca assim), 3 cebolas brancas médias (500g) e aproximadamente 100 ml de óleo de girassol. Bater bem no liquidificador e colocar no pote.

Tempero Caseiro Alho, Cebola, Salsinha e Cebolinha


O verdadeiro curinga na cozinha porque serve para absolutamente qualquer prato. Além do sabor do alho e da cebola, agrega o frescor das ervas e a cor que a gente tanto gosta na comida.

Usei a mesma base acima e acrescentei um maço generoso de salsinha e cebolinha. Não descartei os talos, porque grande parte do sabor está neles.

Tempero Caseiro Alho e Cebola Roxa


A cebola roxa tem sabor mais intenso, custa um pouco mais que a cebola comum. Ela vai deixar seu tempero mais colorido e saboroso, é uma opção mais "gourmet" que os seus clientes podem apreciar.

Utilizei a mesma base (300 g de alho, 500g de cebolas e 100 ml de óleo de girassol) apenas troquei a cebola branca pela roxa.

A minha versão também leva alho-poró, usei um - apenas a parte branca, as folhas são muito duras. Não conhece? É este:

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal
Foto Heather Gill no Unsplash

Tempero Caseiro com Pimentão


O pimentão e em especial o verde, deixa um sabor intenso no tempero e é ideal para o frango. Sabe frango assado de rotisserie? Aquele sabor específico é do pimentão. Vale a pena investir nos pimentões coloridos e testar versões com o vermelho e o amarelo. Todos são fantásticos e cada um tem um toque diferente.

Utilizei a mesma base do tempero tradicional e acrescentei um pimentão verde, retirando apenas as sementes.

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal

Outra variação que eu gosto muito é com azeitonas - a azeitona preta tem sabor e cor mais acentuados, mas eu sinceramente prefiro a verde. Ela é mais consistente, não desmancha tanto, tem mais durabilidade por ser mais firme, na minha opinião. E dá um sabor muito característico no tempero.

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal

Ervas Aromáticas para Tempero Caseiro

Use as ervas aromáticas para criar uma "coleção" especial, com temperos para usos específicos. Assim:

Base (alho cebola, óleo) mais tomilho - ideal para arroz, lentilhas, feijão branco e carnes com gordura

Base (alho cebola, óleo) mais manjericão - também conhecido como alfavaca e basílica, ideal para aromatizar molhos à base de tomates, massas e para fazer o famoso molho pesto, que leva nozes ou pinolis, muito azeite e parmesão.

Base (alho cebola, óleo) mais sálvia - ideal para carnes, legumes e molhos à base de manteiga (para massas)

Base (alho cebola, óleo) mais orégano - combina muito bem com qualquer alimento que leve alho, com tomates, faz uma dupla deliciosa com o manjericão, vai bem em molhos, massas, saladas.

Base (alho cebola, óleo) mais pimenta rosa e outras pimentas (preta, branca) - pimentas secas que perfumam mais do que ardem, para um toque exótico em refogados, molhos, carnes, legumes

Base (alho cebola, óleo) mais páprica - doce ou picante, a páprica vem do pimentão e dá sabor e cor intensos aos pratos, muito utilizada na culinária do leste europeu (especialmente na Hungria, onde surgiu e na Espanha), vai bem com carnes, legumes e ovos

Base (alho cebola, óleo) mais alecrim - ideal para temperar carnes de porco e aves.

Além destas combinações, claro que você pode usar outras, misturando dois ou mais tipos de ervas, como alecrim e tomilho, que combinam muito bem, manjericão e orégano, etc. Vale uma pesquisa com mais profundidade para entender como as ervas funcionam. Isso quer dizer: compre um monte, leve para a cozinha, misture e use, avalie os sabores e crie os seus próprios mixes.

Outra coisa que ajuda e inspira é visitar a seção de temperos dos supermercados, principalmente os que trabalham com produtos importados. Você vai encontrar coisas maravilhosas como cardamomo e outras especialidades exóticas com nomes diferentes, mas que valem a pena conhecer e, quem sabe, usar no seu produto.

Crie nomes apropriados para as suas versões, como por exemplo, Mix Tempero para Carne de Porco com Ervas Finas, não é chic? E o seu cliente vai entender o que é e para o que serve o seu produto com a maior facilidade.

Eu recomendo que sejam utilizadas as ervas frescas, e se o seu negócio decolar (e vai!) pense seriamente em começar uma horta de temperos, para fornecer os ingredientes mais importantes para os seus produtos. Muitas especiarias são vendidas secas, elas são práticas de usar mas o sabor não se compara ao das frescas, embora todo mundo fale que as ervas secas têm mais sabor, além do que hoje em dia valoriza-se muito tudo o que é fresco e natural.

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal
Joanna Kosinska on Unsplash
À esquerda, alecrim (folhas fininhas), sálvia. À direita, tomilho (folhas bem pequeninas) e orégano (formato de coração).


Pimentas Ideais para Tempero Caseiro


As pimentas trazem sabor intenso, não apenas ardor. Elas "aquecem" qualquer prato e as frescas em especial, costumam ser bem picantes. Pesquise bastante as variedades pois existem muitas, vou te dar dicas de algumas que eu costumo usar:

- pimenta dedo-de-moça - é a mais conhecida, vermelha, podendo ser pequenina ou maior em tamanho, com ardência suave a moderada, muito usada na cozinha brasileira. Para diminuir a intensidade do ardor, retire as sementes antes de bater junto com os outros ingredientes.

- pimenta biquinho - suave e adocicada, tem mais perfume do que ardência.

- pimenta de cheiro - suave a moderada ardência, está muito presente na culinária nordestina.

- pimenta malagueta - bem acentuado o ardor, a malagueta é muito utilizada na culinária baiana. Existem muitas variedades, no mundo conhecidas simplesmente como "chilli", presentes nas culinárias mexicana e americana.

- pimenta calabresa - seca, em flocos, bem ardida, deve ser usada com moderação. Típica da culinária italiana.

- pimenta jalapeno ou jalapenho - pimenta originária da floresta amazônica (muitos pensam que ela é mexicana, mas é brasileiríssima!), picante, com sabor que lembra o pimentão, saborosa, vem ganhando muito espaço ultimamente em bares, restaurantes e até na indústria alimentícia (ketchup, salgadinhos, etc). Encontro com facilidade no Ceasa aqui em São Paulo.


Outras informações importantes e últimas dicas para um tempero caseiro espetacular

Validade do tempero caseiro tradicional - até 1 semana na geladeira, 3 meses congelado.

Minha idéia aqui é te inspirar para um novo negócio. Os temperos caseiros são um universo de opções e sabores, que podem trazer um retorno muito interessante para o microempreendedor de alimentação. Pesquise bastante, faça testes, use o tempero em receitas simples para avaliar o sabor, elabore amostras e ofereça para a família e amigos próximos. Use as informações obtidas para aprimorar o seu produto.

Sempre utilize ingredientes de qualidade, frescos, higienizados, óleo de boa qualidade, azeite de verdade, assim você terá um produto premium com a possibilidade de uma margem de lucro muito mais atraente.

Faça e Venda Especial Tempero Caseiro na Cozinha do Quintal

Fichas Técnicas e cálculos


Atenção: meus valores certamente são diferentes dos seus!! Não use os meus. Levante os preços dos ingredientes no lugar onde você vai comprar, ok? Os meus valores são do Ceasa-SP para produtos comprados por atacado em março de 2020.

Elaborei uma ficha técnica geral, com todas as fórmulas, em excell para vocês baixarem e usarem.

O LINK PARA BAIXAR A PLANILHA ESTÁ NO FINAL DO POST - por favor leia até o fim para entender. Vou deixar o post completo em PDF para baixar também.


Exemplo de Ficha Técnica para Tempero Caseiro Cozinha do Quintal


Quem não tem o programa de planilha, pode acompanhar o raciocínio, que é sempre o mesmo para qualquer coisa, já expliquei a ficha técnica com todos os detalhes no post:



Como Usar a Ficha Técnica no seu negócio de alimentos




Então vamos ver como ficaram as minhas fichas. Não fiz para o tempero com azeitonas.

As planilhas abaixo são diferentes da planilha em excell que vocês vão baixar, aqui é apenas para mostrar como o cálculo foi feito, ok?

Alho e Cebola

Exemplo de Ficha Técnica para Tempero Caseiro Cozinha do Quintal

Atenção para o óleo: a garrafa ou lata não tem 1 litro, tem 900 ml. Essa diferença é importante, então preste atenção para não errar na conta.

Alho e Cebola Roxa

Exemplo de Ficha Técnica para Tempero Caseiro Cozinha do Quintal


Pimentão

Exemplo de Ficha Técnica para Tempero Caseiro Cozinha do Quintal

Repara que os rendimentos são diferentes dependendo dos ingredientes! Você deve anotar o quanto rendeu a sua primeira receita para saber depois quando for fazer novamente para vender!

Salsa e Cebolinha

Exemplo de Ficha Técnica para Tempero Caseiro Cozinha do Quintal


Em todas as fichas técnicas que você fizer devem constar todos os ingredientes, por exemplo, aqui eu não considerei as ervas frescas porque na verdade eu não comprei nenhuma, usei as que planto aqui em casa - e digo novamente, se você vai entrar nessa de tempero, comece a plantar uma horta, mesmo que seja em vasos ou floreiras, os temperos mais comuns vão muito bem, bastando ter sol e água, não ocupam tanto espaço, não precisam ser plantados no chão e com certeza vão ser uma grande economia no seu produto!

Repara que as fichas técnicas são quase iguais: o que muda é a quantidade de ingredientes e, claro, os valores. O jeitão delas é sempre assim e separadinhas por sabor vão facilitar a sua vida.

Elaborado o cardápio, receitas testadas e anotadas, feitas as fichas técnicas, custos prontos! É hora de colocar o lucro, porque até aqui só calculamos o custo. A margem de lucro deve ser adicionada no final, assim você vai poder enxergar facilmente o quanto custa a sua receita e por quanto pode vender.

Para fazer o preço de venda leve em consideração o custo, claro! Pesquise a concorrência, veja como é o tempero que fazem e quanto cobram. Pense que o seu deve ficar com um valor convidativo mas deve cobrir todos os custos e ainda deixar o seu lucro.


Embalagens Galvanotek


A melhor relação custo-benefício para acondicionar o seu tempero é com certeza o pote com tampa, estes que mostrei aqui no post são da Linha Simplific da Galvanotek, referência G 310/200 F.

Ele tem 9 cm de diâmetro e 5 cm de altura. Fecha super bem, conservando o seu produto, tanto na geladeira quanto no freezer. É vendido em sacos com 25 unidades de potes e tampas, super prático e com custo muito acessível.



Uso muito estes potinhos, e eles aparecem aqui no blog a toda hora, com receitas muito variadas! Veja algumas:

Faça e Venda Musses - algumas das minhas receitas favoritas de musses fáceis e boas pra vender.

Faça e Venda Sopa de Cebola - ótima opção para vender no inverno!

Faça e Venda Cookies para Gatos - idéia de negócio para quem quer trabalhar com pets

Faça e Venda Bolo Prestígio no Pote - um dos bolos brasileiros mais vendidos e amados

Pipoca Gourmet no Pote - receitas cheias de sabor para pipocas deliciosas

E pra encerrar, um dos posts mais acessados aqui do blog, com uma receita passo a passo sensacional e deliciosa de pavê, perfeita para vender e faturar:


Faça e Venda Pavê no Pote


Faça, Venda e Fature com Pavê no Pote - Receita da Cozinha do Quintal



Confira todas as embalagens no site e nas redes sociais da Galvanotek e encontre a ideal para o seu negócio.








Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Há mais de 10 anos trazendo conteúdo de qualidade para o empreendedor de alimentação. 2009-2020.




Ficha Técnica Cozinha do Quintal para Tempero Caseiro em Excell





Post completo Faça e Venda Especial Tempero Caseiro em PDF





Este post é um publieditorial de interesse do empreendedor de alimentação.
A Cozinha do Quintal usa e recomenda as embalagens Galvanotek.  
Todos os direitos reservados. Não utilize as imagens do blog. Plágio é crime!
Fotos de abertura e potinhos por Fernanda Mello.




Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. Não use minhas imagens sem autorização. Plágio é Crime! 2009-2020.

Inspiração para uma Loja de Comidas: como usar madeira

em 4 de março de 2020


Inspiração para uma Loja de Comidas: Como Usar Madeira - na Cozinha do Quintal



Yakisoba com Arroz

em 2 de março de 2020

Yakisoba com Arroz Cozinha do Quintal




Subir