Picadão de carne delicioso e super fácil

em 22 de abril de 2014


Outro dia comprei uma peça de contra-filé e veio uma parte parecida com o filé mignon, um cordão lateral e eu acabei tirando, pois entre essa parte e o principal da peça tinha uma camada de gordura considerável.

O que fazer com essa sobra que não ia render bife? Picadão, claro!!



Para fazer, limpei bem a carne, retirando toda a gordura. Fritei bem os pedaços, deixando dourar todos os lados da carne.


Vá reservando os pedaços.


O que queremos é o fundo da panela que servirá de base para o molho. 


Descartei o óleo e acrescentei meia xícara de molho inglês (ou shoyu) e mais duas xícaras de água. 

Deixei ferver e abaixei o fogo, fui mexendo e raspando o fundo da panela com uma colher de pau até soltar. Voltei a carne para a panela e cozinhei, semi tampada, por uns dez minutos. 

Como isso é contra-filé, é super macio, só deixei cozinhar por que os pedaços estavam grossos e eu não gosto de carne vermelha por dentro. 

Para engrossar o molho, usei 1 xícara de água onde dissolvi bem duas colheres de sopa de farinha de trigo. Coloquei na panela e mexi bem até começar a ferver novamente, engrossa super rápido. 

Baixei o fogo novamente e deixei mais dois minutinhos. O resultado é um molhinho super saboroso, com textura leve e aveludada. Gosto muito por que não preciso usar creme de leite, nem manteiga.


Servi com um arroz branco básico e uma salada e foi uma refeição bem gostosa. Você pode usar essa idéia para o seu serviço de comida também. Ah essa técnica também funciona com frango.



Eu não tinha, mas pode-se acrescentar legumes cozidos, como batatas, cenouras, outros que a sua imaginação inventar. Daí, quando os legumes pegarem a cor do molho é só retirar e colocar a farinha, depois que engrossar, volte-os para a panela. Isso é apenas para não quebrar os legumes na hora de misturar o molho.

Como é feito com farinha de trigo e não amido, este prato pode ser congelado sem o menor inconveniente. Inclusive com os legumes.

Fica divino! Não tem receita, ok? Pedaços de carne bem temperados com alho, sal, orégano ou outros temperitchos que você tiver e gostar, deixe marinar por 1 hora e mande ver no preparo que é super simples.

E acabou de me ocorrer que pode ser que você queira fazer com vinho! Pode usar para retirar o tempero do fundo da panela (chama-se "deglacê" ou deglaçar) e fica maravilhoso, pois o álcool evapora e o vinho deixa o molho super saboroso. Ah, vinho tinto, depois coloque a farinha e continue!

Sugestão de embalagem para venda, em porções congeladas de 500g:

Pote Freezer e Microondas da Galvanotek, referência G 301 (acima) ou G 309 (ao lado)










Serviço:
Galvanotek Embalagens
Site: www.galvanotek.com.br

Este post é um publieditorial.

Um comentário:

  1. Bom dia Paula. Faço quentinhas para minhas filhas congelarem em suas casas, sempre em porções como feijões variados e carnes diversas. Algumas amigas delas se interessaram em encomendar mas só querem de carnes, bovina, frango, peixe. Os acompanhamentos elas mesmas vão fazer. Querem para duas pessoas, somente para o jantar, quantidade que não sobre. Não sei como calcular a quantidade que coloco na quentinha e nem o prêço que vou cobrar. Vou fazer um cardápio com sugestões de pratos, adorei os seus posts de carne louca e picadão. Será que você poderia me ajudar nessas dúvidas de cálculos? Agradeço muito a sua atenção. Meu e-mail é solstenzel @gmail.com Meu nome é Sol Stenzel.

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos e depois publicados.
Verifique se a sua dúvida já foi respondida nos comentários anteriores. Se preferir, mande um email pra mim no paulamellomorgana@hotmail.com
Comentários mal educados, preconceituosos ou com propaganda são excluídos. Encontrou um erro ou informação faltando? Me avisa? Obrigada!! beijossssssss



Subir