Blogagem Coletiva Reolhar a Vida Semana 1

em 8 de janeiro de 2018

Abóboras no quintal da Cozinha do Quintal



O mato está dando lugar à horta! Plantamos um pouco de tudo, legumes, verduras e os pés de fruta que eu já tinha continuam, com exceção do abacateiro, que precisou ser cortado por colocar a casa em risco.

Abóboras, daquelas que os gringos usam no Halloween (e a bruxa aqui ficou animada rsrs), linda planta, forte, resistente à imensidão de água que caiu nas últimas semanas. Primeiro as folhas. Depois as flores, a seguir os frutos.

Abóboras no quintal da Cozinha do Quintal

Abóboras no quintal da Cozinha do Quintal
 Abóboras no quintal da Cozinha do Quintal

Plantar nos dá paciência para esperar a planta nascer, crescer, florir e frutificar. Acalma e equilibra. Mesmo que você não tenha espaço para uma horta no chão, plante em vasos. Depois vou mostrar para vocês os pepinos, melancias e pimentas que estão crescendo nos vasos aqui em casa.

Sentir a passagem do tempo e entender que a natureza tem o dela e que não é possível apressar as coisas faz bem em meio a essa vida doida e corrida que a gente leva. 

E me vêm à mente o poema de Ricardo Reis/Fernando Pessoa, na voz florida de Maria Bethania:

Segue o teu destino
Rega as tuas plantas
Ama as tuas rosas
O resto é a sombra
De árvores alheias

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos
Só nós somos sempre
Iguais a nós próprios.

Suave é viver só
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses

Vê de longe a vida
Nunca a interrogues
A resposta está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração
Os deuses são deuses
Porque não se pensam





Este post participa da nova blogagem coletiva para o ano de 2018, proposta pela minha vizinha Elaine Gaspareto. Vem participar? É só clicar no selinho para saber como:


https://www.elainegaspareto.com/2018/01/e-se-gente-parasse-para-reolhar-vida.html






Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2018

14 comentários:

  1. Plantação de abóboras são lindas.
    Um ano belo prá ti.
    Até o próximo reolhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu torcendo para que vinguem, Sônia!! Tomara =)

      Obrigada pela visita e comentário, já vou lá no teu blog.

      beijossssss

      Excluir
  2. Que lindo,Paula! Como é bom ver isso,não? Adorei tua participação! bjs praianos, chica

    ResponderExcluir
  3. Olá Paula, primeiro parabéns pelo blog, lindíssimo! Segundo, vim prestigiar sua participação no reolhar a vida e me encantei com a natureza presente e forte na sua partilha. Moro na cidade, mas tenho uma Chácara e natureza é belíssima, mesmo na seca, mas temos poço e minha irmã adora plantas e cuida com muito carinho delas. Ela é artesã e adora fazer artes legais para ornar nossa Chácara, sempre respeitando e preservando a natureza. Estou seguindo seu blog, muito muito legal mesmo. A convido para conhecer meus espaços, eis os links:

    http://meusertaopoetico.blogspot.com.br
    http://sounaturezaesertao.blogspot.com.br
    http://brincadeirasdepoetas.blogspot.com.br

    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucia, seja bem vinda!! Sim, a natureza faz parte da minha vida, sempre fez. Desde criança, meu pai adorava plantas, a gente ia pescar, essas coisas de quem adora meter o pé no barro rsrs

      Vou conferir os blogs, me aguarde,

      beijossssss

      Excluir
  4. Paula, que coisa mais linda a mini abóbora...
    Quero uma aboboreira rsrsrsr
    Lendo essa parte do texto:
    "Sentir a passagem do tempo e entender que a natureza tem o dela e que não é possível apressar as coisas faz bem em meio a essa vida doida e corrida que a gente leva."
    Lembrei de um ditado:
    "Não se abre uma flor com os dedos."
    A gente vive querendo abrir a rosas com os dedos, né?
    beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Elaine!! Uma abóbora bebê rsrs

      Vai crescer e ficar enorme. Vou te mandar umas sementes.

      O tempo, esse danado... sempre nos ensinando. Às vezes a gente aprende pelo amor, às vezes pela dor. Fazer o quê? Ir levando a vida... vida leva eu... rsrs

      beijossssss

      Excluir
  5. Amo quando consigo produzir algo para consumir, nem que seja só um pé de cebolinha. Linda sua abóbora, tomara que dê uma colheita farta.
    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Adelaide! É muito mais gostoso comer o que a gente planta, não tem nem comparação.

      Estou esperando uma colheita farta sim rsrs

      Obrigada pela visita <3

      beijosssss

      Excluir
  6. Oi Paula, lindas fotos, muito gostoso preparar e comer um alimento produzido "aos nossos olhos".
    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Paula, será que terá docinho de abóbora por aí? Delicia ver o que plantamos germinar, seu colorido e sabor. Que sua horta cresça e que sua mesa seja farta e abençoada! Paz e Bem! Nice

    ResponderExcluir
  8. É verdade Paula, quando plantamos acabamos nos tornando pacientes. Não tem outro jeito né ? rsrsrsrsrs Minha mãe era a hortelã daqui de casa, plantava tudoooo, e variado também, e tudo dava. Até hoje tem arvores que a gente olha e pensa : como vei parar aqui, srsrrsrsrs

    E essas flores de abóbora empanadas e fritas são deliciosas né ?

    Bjus 1000 querida

    ResponderExcluir
  9. Que linda sua plantação! È de encantar e inspirar! Adorei!
    Beijos
    Aline Star

    ResponderExcluir

Os comentários serão lidos e depois publicados.
Verifique se a sua dúvida já foi respondida nos comentários anteriores. Se preferir, mande um email pra mim no [email protected]
Comentários mal educados, preconceituosos ou com propaganda são excluídos. Encontrou um erro ou informação faltando? Me avisa? Obrigada!! beijossssssss



Subir