Série Empreender: Como Abrir uma Cafeteria 1

em 30 de janeiro de 2018

Série Empreender: Como Abrir uma Cafeteria

Se você está sonhando em abrir um café, dá a mão aqui: eu também! Por isso quero compartilhar as minhas pesquisas, quem sabe te ajuda a começar as suas?


A primeira coisa a ter em mente, como em todos os negócios de comida, é que o trabalho vai ser grande! Muito grande! Muito tem que ser planejado e pensado antes de começar, muito trabalho braçal a ser feito durante.

Antes de mais nada, a gente tem que se perguntar COMO vai ser esse café. Qual é o estilo dele? Que tipo de atmosfera vai ter? Por exemplo, existem cafeterias tradicionais, que trabalham com café expresso e alguns outros poucos tipos de café e oferecem salgados e doces simples para acompanhar.

Por outro lado, existem cafeterias que são também doceiras, que oferecem outras coisas além do simples cafezinho.

Meu sonho: café + livraria + sebo
Café com livros em Paris

Muita coisa pesa na hora de pensar nesse estilo, porque ele também depende do lugar que você tem disponível ou pensa em abrir o seu negócio, qual o tipo de pessoas que passam por ali e que poderiam ser clientes.

Assim, se você está em uma zona urbana bem movimentada, o seu café será diferente de um que esteja localizado em um bairro mais residencial.

Eu tenho a tendência de achar que todos os lugares são possíveis de se ter um negócio, desde que neles haja gente: claro que quanto mais pessoas, maiores são as chances do seu (e do meu) sucesso.

Inspiração para um café: para quem tem espaço


Mas tem diferenças. Alguns artigos que tenho lido dizem que é o tipo de café que atrai a clientela e isso me gera muitas dúvidas. Porque aqui onde eu moro, basicamente as opções para tomar um bom café são restritas e para falar a verdade, bem comuns: as padarias ou um ou outro franzcafe, que na minha opinião, já foi bom um dia.

Muito charme e decoração industrial no café
Cardápios em parede lousa, balcão e chão de concreto: o estilo industrial faz a minha cabeça =)

Cafeterias charmosas, com estilo mesmo, tipo a do seriado Friends, com sofá, canecões, mesinhas, para sentar e descansar, ver a rua, pensar na vida, pelo menos por aqui não tem. Talvez nos bairros mais ricos e badalados, ainda preciso pesquisar sobre isso.

Ainda sobre o estilo, a gente tem que pensar se o café vai ser "para levar" ou "para sentar e tomar", porque são duas coisas bem diferentes. Uma cafeteria que vende café para levar pode ter um menu bem enxuto, com poucas opções, pois a idéia principal aqui é a rapidez no atendimento, para que o cliente pegue o café, talvez mais um salgado e vá embora. Algo parecido com a Casa do Pão de Queijo (que também já foi bom e não é mais).

Caso você esteja imaginando uma cafeteria onde as pessoas tenham espaço para sentar, degustar o café com tempo, comer algo mais elaborado, vai precisar de… espaço! E ainda móveis, serviço (pessoas para servir, além de louças, acessórios, talheres, bandejas, etc).

Eu fiquei pensando sobre essas duas questões, a da localização e o estilo, além do espaço. Para quem não tem um imóvel em área comercial, como eu não tenho, nem sei onde poderia alugar, nem valor de aluguel nem nada disso, esse é um ponto onde eu empaquei. Mas não tem nada, aos poucos, nas andanças pelo bairro, vou vendo e pensando sobre o que existe como opção. Quem sabe eu descubro "o lugar" para o meu café...

Inspiração para uma cafeteria simples e charmosa
Preto, branco e muita simplicidade. A madeira da parede é linda.

Então, enquanto esses pensamentos vão se desenvolvendo, acho que temos que partir para a prática, até para a gente se animar um pouco: hora de ver quais são os equipamentos necessários para começar. É uma tarefa difícil por que tem tanta coisa legal que a gente vê e pensa, ora, vou precisar disso! Nem sempre!! É como comprar roupa por impulso rsrs

Então, muita calma nessa hora! A estrela principal desse negócio com certeza é a máquina de café. Existem muitas, eu realmente digo: muitas! opções de máquinas, com diversas capacidades, preços e qualidades. Muitas empresas alugam as máquinas, assim não é preciso investir uma pequena fortuna nelas, mas a gente tem que tomar cuidado para não fazer mal negócio, às vezes o aluguel obriga a compra de itens, como o grão de café X ou Y, entre outras gambiarras do mercado.

Madeira clara e sofá simples na cafeteria
Piso de madeira, madeira em vários tons e muita simplicidade

Vale uma visita a vários fornecedores. Leve um caderno, anote o nome da máquina, capacidade, todos os detalhes, valores, peça folhetos. Essa é uma decisão que eu comparo à compra de um carro: tem que se pensar em tudo, certo? Não é só escolher a marca e a cor. Tem que ver se esse equipamento realmente vai atender à sua demanda e, claro, se é possível pagar por ele.

Eu já vi muitas pelo site das empresas e escolhi algumas que quero ver de perto. Pelo que eu pesquisei, também não compensa alugar, pois o valor do aluguel é quase o mesmo que se paga na parcela de uma máquina nova. Sim, nova, sem uso, na garantia. As alugadas são usadas. Tudo bem que também tem assistência técnica e tal, mas para mim pessoalmente, coisas usadas sempre me deixam preocupada. Como eu vou saber se está tudo em ordem? E se a máquina quebra bem no dia de maior movimento? 

Pequeno café
Vidro e flores em espaço pequeno, não é que dá?

Outro detalhe que a gente sempre esquece: MEDIDAS!! Sim, medidas das máquinas. Porque você ainda não sabe (e eu também não!) qual o tamanho do seu balcão, como ele vai ser, se vai dar conta de aguentar uma máquina pesada e grande, as instalações elétrica e hidráulica que precisam ser feitas. Tendo as medidas, vai facilitar na hora de decidir.

Além da máquina de café, precisamos elaborar uma lista, o mais detalhada possível, dos outros equipamentos e materiais necessários. Como eu disse, um negócio tipo delivery exige menos tralha e menos espaço, uma cafeteria tradicional precisa de muito mais.

Inspiração para uma cafeteria
Gosto de tudo aqui. A pia de inox é bárbara! e o rolo de papel com o menu...

Para continuar o nosso papo aqui eu vou precisar pesquisar mais, sobre os móveis, espaços e outros materiais que serão necessários. No próximo post a gente vai falar sobre esse assunto. Depois tem mais decisões a tomar e muita coisa para pesquisar: CURSOS, cardápios, receitas, custos, planilhas, embalagens, contas, contas.... ihhh vai longe!



Inspirações para uma loja de comida, por Paula Mello no Pinterest.


Aproveito para te convidar a seguir o meu painel "Inspirações para uma Loja de Comida" lá no Pinterest, tem muita coisa interessante para cafés. E por último, respira… e não pira… rsrs

Até o próximo post. Se quiser, deixe o seu comentário, me conta o que você sonha para o seu negócio? Vou adorar saber. 



Foto do barista fazendo café da Shutterstock, todos os direitos reservados.
Barista making coffee by Shutterstock, all rights reserved.

Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Desde 2009 ajudando os empreendedores de alimentação. Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão lidos e depois publicados.
Verifique se a sua dúvida já foi respondida nos comentários anteriores. Se preferir, mande um email pra mim no paulamellomorgana@hotmail.com
Comentários mal educados, preconceituosos ou com propaganda são excluídos. Encontrou um erro ou informação faltando? Me avisa? Obrigada!! beijossssssss



Subir