Como fazer uma pesquisa de mercado para o seu negócio de comida


Meu bairro é assim, muitas ruas pequenas, muitas árvores, pessoas na calçada aos finais de semana...


Muitas pessoas vêm ao blog procurando alternativas para vencer a crise, o desemprego. 

A produção e a venda de produtos alimentícios caseiros sempre foi uma alternativa, inclusive para mim: durante muito tempo, vender o que eu fazia em casa foi uma tábua de salvação.

Por isso procuro falar da minha experiência, pode até não ser nada sofisticado, e a intenção é esta mesmo: simplicidade, para que você compreenda o conceito e seja capaz de aplicar à sua situação e ao seu negócio, seja ele qual for.

Então, fazer uma pesquisa do mercado antes de começar a sair vendendo é fundamental.

Como se faz? Precisa contratar alguém ou uma empresa? Não. Você mesmo pode fazer.

Responda: você conhece a sua redondeza, o seu bairro? Então já estamos com meio caminho andado, pois a maioria dos negócios caseiros é limitada a uma determinada área, o bairro onde você mora e onde vai produzir e vender.

A primeira coisa que você deve fazer é sair pelo bairro e olhar com atenção quem poderia ser seu cliente. 

A partir da sua base, que é sua casa, pense: posso ir até aonde para entregar meu produto com tempo e qualidade? A partir disso, pegue um mapa (coloque o endereço no google maps e imprima em um bom tamanho). O meu ficou assim:

Como fazer uma pesquisa de mercado para o seu negócio de comida

Não moro mais na Pompéia, viu gente? Mas vendi massas frescas de monte por essas ruas =) E marmita também!!

Então vamos olhar com atenção. No meu mapa, eu marquei:
  • em vermelho: prédios (residenciais)
  • em verde: comércios (bares, pizzarias, restaurantes, padarias, mercadinhos, lanchonetes, rotisserias) = concorrência
  • em azul: escolas/faculdade
Repare que na minha região tinha uma grande quantidade de comércio de comida... só que não eram do mesmo tipo que eu vendia, para minha sorte! E uma grande, enorme, imensa quantidade de prédios residenciais.

Faça o mesmo com o seu mapa: delimite a sua área de atuação e vá percorrer as ruas, marcando tudo o que você encontrar que possa ser um provável cliente: escolas, academias, hospitais, igrejas, prédios, lojas, marque também os seus concorrentes, ou os estabelecimentos que vendem alimentos.

Depois, quando você voltar para casa, passe o seu mapa a limpo.

Anote com cuidado quantos e quais os tipos de possíveis clientes você descobriu: quantos são individuais (moradores de casas e apartamentos, por exemplo) e quantos são comércios em que você pode vender.

Não esqueça: analise e anote onde está a sua concorrência! Isso é muito importante.

No meu caso, por exemplo, como a grande maioria dos meus possíveis clientes estavam em prédios, o jeito foi fazer um monte de folhetos e visitar CADA UM, deixando com o porteiro e pedindo para que ele entregasse para os moradores. 

Além disso, fui visitando os comércios que poderiam também comprar o meu produto, por exemplo, tinha dois mercadinhos que se interessaram, uma loja de autopeças que queria servir um almoço (foi só um, mas valeu ué!), além de dois salões de cabeleireiros que compraram regularmente por muito tempo e uma academia de dança que incluía massas no cardápio dos alunos que comiam por lá =)

Aqui vale o jogo de cintura, a simpatia mesmo!! Entregue seu folheto com entusiasmo! Fale sobre o que você faz, como a pessoa pode pedir, quanto custa, como você entrega... Fale sem vergonha e sem timidez, afinal, é o seu negócio!!

Deu certo? Sim, deu =) Consegui vários clientes assim, que compraram a minha comida por muito tempo. Clientela fiel, porque o meu produto também era bom!

As dificuldades, porque nem tudo é um mar de rosas, pelo contrário. Teve vezes em que pensei que não teria mais perna para andar, já viu um bairro que tem mais morro do que qualquer outra coisa? Haja subir e descer... 

Outra coisa que não foi fácil: convencer os porteiros a entregar os meus folhetos. Essa eu driblei assim: a cada pedido do prédio, ele ganharia um brinde (no meu caso, como eu vendia massa caseira, o porteiro levava um pote de macarrão). Deu certo também, porque ao mesmo tempo em que entregava para o cliente já levava o do porteiro. Um custo a mais, você dirá, com certeza sim, mas a única maneira de conseguir levar o meu produto até os moradores... Com o passar do tempo, os próprios porteiros pediam e pagavam =)

A área de entrega vai depender de como você vai entregar, claro! Se for a pé, a sua área vai ser bem restrita. De bicicleta você chega um pouco mais longe, de moto um pouco mais longe. Ou seja, tem que pensar nisso também! Um limite máximo de 15 minutos de distância da sua base é o ideal, a meu ver, para que você consiga entregar seus produtos e voltar, pegar mais e partir para o outro lado do bairro e fazer as entregas restantes.

Ser empreendedor é isso: descobrir maneiras de chegar até o cliente para poder atender. Com qualidade, certo? Não adianta você querer entregar no bairro todo se ainda não tem condições. 

Comece devagar, pesquise sempre e aprimore todas as fases do seu negócio. Aos poucos você ficará conhecido, uma pessoa indica para a outra e com isso você formará uma rede de clientes, atendendo bem com certeza o seu negócio vai prosperar.

Ouça nosso podcast e fique por dentro do mercado de micro foodservice:



 



Cozinha do Quintal, por Paula Mello. Todos os direitos reservados. 2009-2016

2 comentários:

  1. Paula, parabéns pelo blog, ele tira nossas dúvidas e clareia nossa mente, realmente é muito esclarecedor. Pretendo iniciar nesse ramo e como tenho muitas duvidas e algumas delas estou conseguindo esclarecer por aqui com suas dicas e sua vivencia. Gostaria de saber se há algum modelo de questionário para esse tipo de pesquisa de negocio?

    E parabéns de novo pela pagina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está ajudando você, Cris!
      Olha, eu não conheço nenhum tipo de formulário para pesquisa neste tipo de negócio. Você vai ter que fazer.

      beijosssssss

      Excluir

Os comentários serão lidos e depois publicados.
Estou com minha mãe internada, hoje é 24 de agosto de 2016. Graças a Deus ela já está aqui na minha casa, hoje é 10 de outubro! Estou respondendo os comentários aos poucos, então.. tenha paciência comigo rsrs. Obrigada!! Beijosssssssss



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Protetora da Cozinha do Quintal

Santa Clara

Santa Clara
Ilumine nosso caminho!

Ajude a FIC

Fraternidade Irmã Clara

Conheça uma casa especial
para crianças especiais!!

Blogs Brasil

Direitos Autorais

É proibido fazer cópias do conteúdo (imagens, textos, etc) da Cozinha do Quintal. Plágio (copiar) é crime previsto no artigo 184 do Código Penal Lei 9610.